• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

7 segredos dos bastidores dos filmes de Diário da Princesa que você precisa saber

POR Toni Nascimento    EM Séries e Sagas      20/08/18 às 18h41

Em 2000, Meg Cabot lançou o seu livro Young Adult, Diário da Princesa. Foi preciso apenas um ano para que estreasse a versão cinematográfica da obra. O filme foi um sucesso. O longa contou com o protagonismo de Anne Hathaway, no início de sua carreira, e com a direção de Garry Marshall, que realizou o elogiado Uma Linda Mulher. E já ia me esquecendo: também temos a eterna noviça rebelde, Julie Andrews, como co-protagonista do filme. Unindo essas três informações principais, você realmente acha que essa obra poderia ter dado errado?

Além disso, o filme conta com uma continuação tão boa quanto o original. Em 2004, é lançado O Diário da princesa 2: O Casamento Real. Depois de mais de 10 anos do lançamento dos dois filmes, é possível reunir várias informações sobre as obras e sobre os bastidores. Ver os filmes é bom. Ver os filmes sabendo de várias informações de bastidores e de criação deixa o experiência muito mais divertida. Por isso, listamos 7 segredos de bastidores dos dois filmes de O Diário de Princesa, que você precisa saber imediatamente.

1 - Julie Andrews não era uma opção, e sim, uma certeza

Gary Marshall, diretor da obra, declarou que não havia um plano B para a intérprete da rainha. A única atriz que ele realmente queria que interpretasse a rainha Clarisse Renald seria Julie Andrews. Ele afirmou que desde antes de entrar para a indústria cinematográfica, ficava horas na fila do cinema para assistir filmes que tivessem a atriz como personagem principal, no auge de sua carreira.

2 - Foi gravado no mesmo lugar que Mary Poppins

O Diário da Princesa é um filme que tem várias conexões com outros longas famosos e inesquecíveis. Uma dessas conexões mais importantes é com um dos clássicos da Disney. O Diário da Princesa foi gravado no mesmo local onde Mary Poppins foi filmado, em 1963. Além disso ser bem nostálgico para Julie Andrews, que viveu a Marry Poppins, também serviu para fazer a famosa rua 2, do Walt Disney Studios em Burbank, Califórnia, ser renomeada em homenagem a Andrews.

3 - As jóias eram reais

O Diário da Princesa 2 não economizou dinheiro na hora de comprar as joias reais do filme. Em uma entrevista à People Magazine, Anne Hathaway admite que todas as joias eram muito reais e pertenciam ao famoso joalheiro Chopard. Havia até segurança armada no set protegendo as joias. Inclusive, Sharon Osbourne já foi ao Oscar usando um daqueles adereços caríssimos do longa. Hathaway conta que se lembra de ter ido até Osbourne e dito: "Você está usando meu colar!". A colega respondeu: "Não, é da Chopard".

4 - A autora da obra não participou do processo de adaptação

No blog da Meg Cabot, ela explica aos fãs como foi o processo de transformar seu livro em um filme. Enquanto alguns autores estão fortemente presentes no processo de adaptação, Cabot admite que não estava envolvida nas filmagens. Ela simplesmente compareceu a premier, na estreia, e só. Cabot afirma não ter se preocupado. Ela estava confiante no diretor e disse: "Eu não acho que Garry Marshall precise de 'ajuda' para fazer um filme ... especialmente 'ajuda' de um romancista que não tem nenhuma experiência em criação de filmes!".

5 - Gary Marshall, o conselheiro pessoal de Anne Hathaway

Garry Marshall deu conselhos a Anne Hathaway que mudaram a vida da atriz. Estes longas, especialmente o primeiro, deram a Hathaway o papel que a iniciou na indústria cinematográfica. Ela é agora uma atriz vencedora do Oscar e uma das mais procuradas. O caminho que a atriz percorreu, pode ter sido ajudado por um conselho que ela recebeu do diretor. Antes de filmar, ele disse a Hathaway: "Você nunca sabe se um filme vai ser um sucesso ou não. A única coisa que você pode controlar são as lembranças que você faz quando filma. Então, vamos criar boas lembranças".

"Esse conselho mudou minha vida ainda mais do que o filme", ??disse Hathaway à US Magazine.

6 - Whitney Houston foi a fada madrinha do projeto

Whitney Houston foi a produtora dos dois longas sobre a princesa. Mas para quem conhece a história da cantora, isso não é uma informação impressionante. Ela já estrelou filmes, teve várias de suas músicas presentes em roteiros e já até teve a sua própria produtora. Ela aparecia no set de filmagens às vezes, muitas delas para cantar feliz aniversário para alguém. Essa foi uma das vantagens que Garry Marshall experimentou ao trabalhar com Whitney. Ela surpreendeu a todos ao entregar um bolo e, em sua voz perfeita, fez todos cantarem parabéns para Marshall.

7 -  Existem muitas referências a Uma Linda Mulher

Se você já se perguntou por que O Diário da Princesa lembra muito Uma Linda Mulher, saiba que não é coincidência. Garry Marshall dirigiu os dois filmes de O Diário da Princesa, assim como Uma Linda Mulher. Há toneladas de referências por toda parte.

Para começar, Hector Elizondo, que interpreta o motorista Joe nos filmes da Princesa, é o porteiro Barnard em Uma Linda Mulher. Outro ator, Allan Kent, na verdade interpreta o mesmo papel em O Diário da Princesa e Uma Linda Mulher - como garçom. As cenas do jantar são quase exatamente iguais. Duas jovens desajeitadas e deslocadas experimentam seu primeiro jantar chique, e ambas fazem papel de bobas.

E você, já sabia dessas informações de bastidores? Comenta aqui com a gente e não deixe de compartilhar essa lista nas suas redes sociais. E para você que adora um filme de princesa, aquele abraço.

Próxima Matéria
Via   SR  
Imagens P BBC VIX
Toni Nascimento
Nerd, mas principalmente amante do cinema. Mais em @nascimento_toni
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+