7 serial killers piores que Jack, o Estripador

POR Isabela Ferreira    EM Terror & Sobrenatural      18/08/17 às 18h47

Quando  assunto são serial killers, não podemos negar que sempre acaba despertando uma curiosidade dentro de nós, por mais que seja duro pensar no quanto eles podem ser cruéis e sem escrúpulos. Talvez o mais famoso de todos seja Jack, o estripador, já que sua história foi transformada em livros e até virou filme. Durante muitos anos sua identidade foi um mistério, mas recentemente investigadores descobriram sua real face.

Por mais que ele realmente tenha sido extremamente cruel e ter assassinado suas vítimas de forma brutal, comparado a outros serial killers que já foram registrados na história da humanidade, Jack pode parecer um amador. Pensando nisso, separamos abaixo 7 assassinos que foram muito piores que ele. Confere aí!

1 - O estripador francês - 11 vítimas

Joseph Vacher é conhecido como o estripador francês, e não ultrapassou o famosos Jack apenas em números, mas também em requintes de crueldade, de acordo com informações divulgadas pelo The New York Times, ano ano de 1898. O homem confessou ter cometido estupros, assassinatos, sodomias com pastores e pastoras, dentre tantas outras atrocidades. As autoridades contaram ao todo 11 vítimas, mas estipulavam que o número real de vítimas ultrapassava 27.

No dia do julgamento, tudo pareca um circo. Do lado de fora dos tribunais, pessoas mantinham o grito "morte à Vacher", enquanto na parte interior, os jornalistas disputavam quem falaria mais sobre os crimes cometidos por ele.

O homem negou insanidade, portanto não poderia ficar isento de seus crimes. Acabou sendo condenado à guilhotina, ainda permitida na época.

2 - O estripador chinês - 11 vítimas

Gao Chengyong, um comerciante chinês de 52 anos foi preso no dia 26 de agosto de agosto de 2016, acusado de assassinar 11 pessoas, dentre elas, meninas e mulheres. O homem era procurado pelas autoridades chinesas há décadas.

Ele agia de forma extremamente brutal. Entre os anos de 1988 e 2002 perseguia mulheres solteiras que vestissem vermelho. Depois de atacá-las, abusava delas, as assassinava e em seguida, ainda fazia questão de arrancar-lhes os seios e as partes genitais. Sua última vítima foi uma garotinha de apenas 8 anos.

O serial killer acabou sendo preso de uma forma bastante peculiar. Um de seus tios foi parar na cadeia, e ao recolherem amostras de sangue dele, perceberam que ele tinha ligação com o assassino, do qual já haviam recolhido amostras de DNA ao longo dos anos. Foi aí que a polícia conseguiu chegar a Gao.

3 - O estripador de Yorkshire (Inglaterra) - 13 vítimas

Peter Sutcliffe atuou na idade da Inglaterra entre os anos de 1975, até ser pego no ano de 1981. Estima-se que ele tenha assassinado 13 mulheres e ferido gravemente outras 7, sendo que uma parte delas eram prostitutas. Para matá-las, ele dava uma martelada na cabeça, em seguida, esfaqueava o corpo com um faca, e até mesmo com chave de fenda.

A polícia teve diversas falhas até conseguir chegar no autor do crime. Por incrível que pareça, Sutcliffe foi entrevistado 9 vezes pela polícia, mas não conseguiram ligá-lo aos assassinatos. Certa vez ele acabou sendo realmente preso, mas por um motivo bem menor.

Depois de investigações, a perícia detectou que o homem escondia facas, martelos e cordas no local em que foi capturado, sendo que também encontraram uma faca no sanitário usado por ele dentro da delegacia.Conseguiram reunir provas o suficiente, e o homem foi finalmente condenado em 1981.

4 - Joel, o estripador - 17 vítimas

Foi no dia 28 de junho de 1993 que um soldado avistou pelas ruas de Nova York um caminhão sem placa. Decidiu então ir atrás do dono para saber do que se tratava, mas quando acelerou seu veículo, o caminhão também acelerou. Uma perseguição teve início, até que o caminhão perdeu o controle e bateu em um poste. Ao abordar o fugitivo, o soldado mal poderia imaginar que havia o corpo de uma jovem de 22 anos apodrecendo no baú do caminhão.

Aquela era a 17ª vítima de Joel, o Estripador. Ele confessou os 17 assassinatos, e disse que sempre contratava prostitutas de Nova York, abusava delas e em seguida, as estrangulava. Sua primeira vítima foi esquartejada com a ajuda de uma faca e teve seus membros espalhados pela cidade. A cabeça da moça estava escondida em um campo de golfe, dentro de uma lata de tinta.

Depois de sua confissão a polícia teve permissão para vasculhar a casa do homem, onde encontraram várias jóias, roupas íntimas femininas e o mais curioso: recortes de jornais com notícias sobre outros serial killers. O homem foi preso e condenado a 203 anos de prisão, sendo que em 2197, poderia ter chances a liberdade condicional, felizmente, não viverá até lá!

5 - O estripador de Balashikha - 19 vítimas

Balashikha é uma cidade na Rússia, onde Sergei Ryakhovsky costumava fazer suas vítimas. O homem era cruel... Costumava estrangular e esfaquear suas vítimas, e em seguida fazer sexo com seus cadáveres. Em seguida as esquartejava, e se concentrava principalmente nos órgãos genitais das vítimas.

Ele afirmava que sua missão na terra era se livrar de homossexuais e prostitutas, porém, a maior parte de suas vítimas eram mulheres idosas. Ele tentou persuadir as autoridades, dizendo que possuía problemas mentais causados por uma infância traumática e pelo sistema soviétio de educação, porém, ninguém comprou a história. Ele foi preso em 1995, condenado à prisão perpétua, mas morreu de tuberculose em 2005.

6 - O estripador de Atlanta - 20 vítimas

Entre 1911 e 1915, cerca de 20 mulheres mais jovens foram encontradas mortas, sendo que seus corpos haviam sido decapitados (ou quase). Uma delas também foi encontrada sem o coração. O caso repercutiu muito na cidade de Atlanta imprensa já divulgava a existência de um novo Jack, o estripador.

Em julho de 1911, uma mulher foi em busca de sua mãe, já que ela não havia chegado em casa ainda e estava bastante atrasada, sem ter ao menos avisado que demoraria. Foi quando deu de cara com um homem que descreveu como alto, negro, de ombros largos e usando um chapéu. Segundo ela, o homem a fez a seguinte pergunta: "Como você se sente esta noite?", foi logo depois que ela sentiu uma dor profunda e percebeu que havia sido esfaqueado por ele.

Por sorte, conseguiu sobreviver, ao contrário de sua mãe, que foi encontrada morta com a cabeça quase arrancada do corpo. A polícia chegou a prender 6 homens , mas nenhum deles tinha ligação direta com os assassinatos, que até hoje, permanecem sem solução.

7 - O estripador de Rostov (Rússia) - Mais de 52 vítimas

Se fizermos uma simples comparação entre este homem e Jack, poderemos perceber facilmente que Jack poderia ser considerado como um amador. Ele matou 14 meninas, 21 meninos e 17 mulheres entre os anos de 1978 3 1990. O homem matava suas vítimas sob tortura, arrancava seus órgãos genitais e em seguida, fazia uma abertura na barriga.

A primeira vez que o homem teve uma relação sexual, não foi muito bem sucedido e acabou sendo ridicularizado pela adolescente om quem estava, e foi a partir daí que começou a cometer suas atrocidades, e segundo ele, não conseguia ficar sexualmente satisfeito se não estivesse mutilando suas vítimas.

Uma de suas marcas era arrancar por completos os olhos de suas vítimas, ou esfaqueá-los. No dia 14 de fevereiro de 1994, foi executado com uma bala na cabeça.

E então pessoal, o que acharam? Conhecem algum outro serial killer que pode ser considerado mais cruel que Jack, o estripador? Compartilhem aí com a gente, pelos comentários!

Isabela Ferreira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+