Curiosidades

7 termos médicos que a medicina não quer que você descubra

0

Todo mundo possui, pelo menos, um segredo. Algumas profissões vão ainda além e mantêm mais de um segredo. Normalmente, não são coisas secretas na maldade, mas sim, necessárias de se restringir por algum motivo. A medicina é um ótimo exemplo disso. Os médicos não usam apenas uma caligrafia horrível, para nos impedir de saber o que eles escreveram. Os médicos ainda usam algumas gírias, para nos impedir de entender o que estão dizendo, principalmente, em uma conversa entre dois profissionais. Muitas vezes, esses termos médicos são engraçados e usados para explicar alguns cenários médicos hilariantes.

Outros são usados para esconder algumas declarações mais ofensivas e um tanto depreciativas. Além disso, há a categoria distinta de gíria que, geralmente, usam para descrever uma condição dos pacientes que estão à beira da morte. Bom, pensamos um pouco sobre isso e resolvemos trazer essa matéria. A redação da Fatos Desconhecidos buscou e listou alguns termos médicos, que a medicina não quer que você descubra. Confira conosco a seguir e, sem mais delongas, surpreenda-se.

Termos médicos que não querem que você descubra

1 – John Thomas Sing

O sinal de John Thomas, JT ou Throckmorton, é uma gíria usada por médicos, para se referir à posição do pênis. Isso em radiografias da pelve masculina. Eles usam o termo positivo John Thomas, se o pênis apontar em direção ao rosto. Usam um sinal negativo, se o pênis apontar para direções opostas.

2 – Zebra médica

Médicos, em treinamento, costumam dizer: “quando você ouvir o som de cascos, pense em cavalos, não em zebras”. O ditado usa cavalos para se referir a doenças comuns. Zebras são doenças raras. Além disso, é muito mais fácil uma pessoa imaginar um cavalo do que uma zebra.

3 – Efeito Julho

Dizem que muitos médicos aconselham famílias a não permitirem que seus amigos ou familiares sejam submetidos a cirurgias nos hospitais de ensino, em julho. Isso é por causa do que chama de “efeito julho”. Todos os meses de julho, recém-formados nas faculdades de medicinas, trabalham como estagiários. Por causa da inexperiência, cometem diversos erros. Isso pode resultar em diversas mortes de pacientes.

4 – A Filha da Califórnia

Filha da Califórnia é o termo usado, para se referir a uma pessoa, que chega no hospital nervosa. Além disso, exige que os médicos realizem procedimentos rápidos, para salvar a vida de um parente ou amigo. A Filha da Califórnia, geralmente, fica brava e irrita toda a equipe médica. Além de tudo, ainda dão sugestões de tratamento, mesmo sem formação.

5 – Código lento

Código lento é o termo usado para uma tentativa fraca, de ressuscitar um paciente perto da morte. Os médicos, com código lento, não executam todos os procedimentos, que salvam a vida. Quando realizam, fazem bem lentamente, esperando que o paciente morra antes. Usam o código lento para que familiares e amigos acreditem que os médicos estejam fazendo algo bom.

6 – Cartão frequente

Esse é o termo, usado para os paciente que procuram muito o hospital sem emergência. São aqueles, que chegam na sala de emergência, sem qualquer ajuda de outras pessoas. Esses pacientes vão tanto ao médico, que os funcionários os conhecem pelo nome.

7 – Gomer

Essa gíria significa algo como: “saia da minha sala de emergência”. Gomer é usado, geralmente, para pacientes idosos, que entram e saem das salas de emergência. São aqueles que precisam de muito cuidado e frequentemente.

E aí, o que você achou dessa lista? Comenta pra gente aí embaixo e compartilhe com seus amigos. Lembrando sempre que o seu feedback é extremamente importante para o nosso crescimento.

A mexicana de 8 anos que tem o QI maior que o de Albert Einstein

Matéria anterior

Você possui a síndrome do Efeito Tetris?

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.