7 versões sombrias dos heróis da Liga da Justiça que são mais poderosas que as originais

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      09/04/18 às 18h48

No ano passado a DC Comics deu início a sua mais ousada minissérie em anos. Intitulada Dark Nights: Metal, a história trouxe de volta um velho elemento para as páginas de seus quadrinhos: o multiverso. Por mais altos e baixos que a editora tenha, ela sabe como ninguém trabalhar o assunto. Tanto que, não por acaso, foi justamente um mega crossover com o tema que a salvou na década de 1980. Desta vez, o foco estava mais no Batman e nas consequências de um "pequeno" deslize que ele cometeu, liberando dezenas de versões malignas dos outros heróis.

A grosso modo, durante uma investigação, o herói abriu um portal misterioso que conectava outros universos ao seu. A partir dele foram liberadas versões corrompidas de cada herói, inclusive dele mesmo. Comandada por Scott Snyder, a série tem sido sucesso de crítica e público. Agora, perto do seu fim, separamos as melhores versões sombrias que apareceram. Confira a seguir.

1 - Batman que Ri

O Batman possui um total de sete variantes corrompidos ao longo da história, mas esta foi a sua versão mais distorcida. A criatura era um híbrido do herói e ninguém menos que o Coringa. Apenas a ideia basta para causar arrepios. Piora ainda mais quando descobrimos como ele foi criado. Coringa tinha o costume de alinhar crianças em becos para reviver seu trauma pessoal. Isso levou Batman a mata-lo de vez, quebrando seu pescoço. No entanto, ao fazer isso, uma substância tóxica foi liberada do corpo do Coringa, infectando o herói. A personalidade doentia do vilão passou a fazer parte do Cavaleiro das Trevas, que iniciou suas atrocidades criminosas. Mesmo morrendo, o Palhaço do Crime ainda riu por último.

2 - Gavião Negro Sombrio

Carter Hall fez uma participação especial na trama, mas sua versão apresentada se mostrou muito superior à mais conhecida. Gavião Negro Sombrio foi um personagem importante e muito poderoso dentro do Multiverso Sombrio. Ele se encontrava preso entre mundos e, com o tempo, se transformou no Guardião dos Dragões de Barbatos, um ser de puro mal - e aterrorizante.

3 - Superm(e)n

No Multiverso Sombrio, o Batman da Terra O encontrou várias outras formas do Superman. Entre elas estavam duas bastante icônicas. Em uma dessas versões ele estava com a clássica armadura verde e roxa de Lex Luthor. Já na outra ele trajava a armadura que o próprio Batman usou em Cavaleiro das Trevas. Não era apenas o traje - havia indícios de que a personalidade de Clark também era bem diferente da que conhecemos.

4 - Mulher Gavião Sombria

Assim como Carter Hall, Kendra Saunders também foi vítima da força maligna de Barbatos. Ela foi transformada em uma versão corrompida da Mulher Gavião. Sendo assim, ela se voltou contra seus amigos da Liga da Justiça a mando do vilão. No entanto, a Mulher Maravilha conseguiu fazer com que ela voltasse a sua consciência, mas não antes de testemunhar todo seu poder devastador.

5 - Mulher Maravilha e Mulher Leopardo

Dark Nights: Metal também gosta de brincar com o "e se" dentro do multiverso sombrio. Sendo assim, por que então não tentar fazer um híbrido entre a Mulher Maravilha e Mulher Leopardo? O lado forte e poderoso de Diana se misturaram à parte viciosa de Barbara, e o resultado ficou sensacional.

6 - Robin Corvos

Como seria se Robin se fundisse com os aliados do Coringa?! O Batman que Ri possuía o coração, a mente e a alma dessas crianças. Com uma bela lavagem cerebral, elas fizeram parte da equipe do maníaco, cometendo diversos atos de atrocidade em seu nome. Eles eram muito bem controlados por seu mestre, obedecendo somente ao seu comando, como um robozinho bem programado. Um grupo bárbaro e extremamente violento de crianças.

7 - Cyborg Batman

Quando Alfred da Terra Sombria foi destruído por Bane, Bruce ficou arrasado. Ainda em estado de luto, ele fez uma terrível combinação entre uma armadura que nada mais era que a fusão entre Batman e Cyborg. De quebra, ele ainda implantou uma inteligência artificial baseada em Alfred. Como bem sabemos, mexer com inteligências artificias não é lá uma boa ideia. Em um esforço para cumprir seu protocolo principal, o de proteger seu mestre, Alfred foi à caça dos prisioneiros do Asilo Arkham para eliminá-los.

Ainda há várias versões corrompidas pela história. Comente com a gente qual você prefere.

Via   CBR  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Instagram: @gabinoronhaf

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+