Entretenimento

9 imagens que mostram o rosto de uma pessoa antes e depois de receber um beijo

0

Como você se porta diante de pessoas estranhas? Desde pequenos aprendemos com nossos pais que não devemos conversar com estranhos, mas é claro que isso não se aplica a todos os momentos da vida e nem a todas as situações, afinal, é conversando com estranhos que podemos fazer as melhores amizades do mundo. Em algum momento da vida, as únicas pessoas que você conhecia eram seu pai e sua mãe, no máximo algum irmão… O bom de viver é se relacionar, é manter contato com pessoas que podem se tornar incríveis em suas memórias.

Acontece que muitas vezes não damos muita importância pra isso e deixamos oportunidade passarem, por exemplo, se você vai até uma festa ou algum tipo de evento, é o momento perfeito para conhecer gente nova, e as possibilidades de serem pessoas que gostam das mesmas coisas que você são enormes. Por que não dar uma oportunidade ao desconhecido, não é mesmo? Pode até mesmo ser uma ótima chance de agregar conhecimento e amadurecer.

Esta talvez seja a filosofia de vida da fotógrafa norueguesa Johanna Siring. Por diversas vezes o tema abordado em seu trabalho trata-se de pessoas estranhas, que ela nunca viu na vida. Parece ser realmente apaixonada por retratar a beleza de desconhecidos através de uma singela fotografia. Recentemente, enquanto participava do Festival Roskilde, que aconteceu na Dinamarca, decidiu fazer uma série de fotografias que saíssem do convencional, dando uma oportunidade a si mesma e a pessoas que encontrava pelo evento. De forma extremamente conveniente, chamou sua série de “Kiss of a Stranger”, que traduzindo do inglês fica “Beije um estranho“.

Talvez você já tenha entendido do que se trata. A proposta de Siring era muito simples, ela abordava um desconhecido que escolhia de forma aleatória, sem se importar com gênero ou raça, e pedia-lhe permissão para registrar uma foto. Depois de tirar uma foto comum, ela explicava sua real intenção de pedir um beijo que fosse consentido.  De forma surpreendente, as pessoas aderiram muito bem à ideia  moça e o resultado foi realmente impressionante.

É nítida a mudança no olhar e na expressão das pessoas na foto em que as retrata depois de serem beijadas pela fotógrafa. Certamente algo muda, e pra melhor. Siring deu uma entrevista à revista iD, em que explica o que acontece. Segundo ela, “beijar provoca todas as terminações nervosas de seus lábios, causando liberação de dopamina e aumento na oxitocina”, seria como se um vínculo emocional fosse criado entre as duas pessoas quase que instantaneamente.

A fotógrafa tem sede em Nova York, e quis transmitir com seu trabalho omo pode ser simples se conectar com pessoas novas, e o quanto essa conexão pode ser maravilhosa e despertar sentimentos incríveis. De acordo com ela “Todos somos apenas seres humanos com os mesmos instintos básicos. Ao criar novos relacionamentos e aprender sobre pensamentos e idéias de estranhos, poderemos construir pontes e combater a ignorância e o julgamento”. Você pode conferir um pouquinho mais do trabalho de Johanna por meio de seu Instagram ou do Facebook. Abaixo separamos 9 das imagens registradas por ela, dá uma olhada!

#1

#2

#3

#4

#5

#6

#7

#8

#9

E então pessoal, o que acharam? O trabalho da fotógrafa realmente impressiona, não é mesmo? É um belo exemplo para nos mostrar como um simples gesto pode mudar completamente o dia de alguém! Não deixem de compartilhar sua opinião com a gente aí pelos comentários!

7 fotografias que vão perturbar seu cérebro e se fixar na sua memória

Matéria anterior

NÃO FOI ‘BOMBA’: Olhe bem o corpo desse homem e tente adivinhar o que fez isso com ele

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos