Curiosidades

A verdadeira e sombria origem do símbolo da paz

0

No mundo todo existem vários símbolos que significam algo. Seja para simbolizar o amor, a sorte, a felicidade, a tristeza, ou algum outro sentimento, eles estão presentes e são conhecidos universalmente. Um dele é o símbolo conhecido como sinal de amor, fim de guerras e harmonia. No entanto, o que muitos podem não saber é que esse significado de “paz e amor” não foi sempre relacionado a ele.

Esse símbolo foi criado, originalmente, em 1958, e era para representar o desespero do seu criador. Quem o criou foi o britânico Gerald Holtom, em uma época em que ele estava “perdidamente desesperado” por causa da situação em que o mundo se encontrava no fim dos anos 1950. Ou seja, depois do fim da Segunda Guerra Mundial.

Criação

YouTube

Então, Holtom usou o código homógrafo, que é feito com bandeiras, e combinou as letras “N” e “D”, iniciais de “Nuclear Disarmament”, “Desarmamento Nuclear” em português. E o círculo em volta das letras foi colocado para representar o nosso planeta.

A real simbologia desse símbolo era um protesto, de forma discreta, a respeito da criação de armas nucleares no mundo. O símbolo feito por Holtom reunia tudo o que ele estava sentindo. Isso mostra que, inicialmente, a ideia dele não era criar um símbolo da paz, como é usado hoje, e sim um reflexo do seu desespero e sua agonia.

De acordo com o site Sploid, Holtom se inspirou em uma pintura de Francisco de Goya, chamada de “Três de maio de 1808 em Madrid”. No quadro é visto um camponês rendido com as duas mãos levantadas em frente a um pelotão de fuzilamento.

Símbolo

Segredos do mundo

Mesmo tendo criado o símbolo, Holtom não colocou direitos autorais sobre sua criação de propósito. De acordo com ele, as ideias e os sentimentos que o símbolo representava pertenciam a todos.

Na década de 1960, o símbolo sendo como de paz e amor foi adotado pelos membros da contracultura e chegou até a representar os direitos civis. Na África do Sul, ele era um símbolo poderoso na luta contra o apartheid. E em algum momento, ele também representou a luta contra a opressão e tirania e sempre usado para o bem maior e a paz.

Amor

Freepik

Falar de paz parece que o amor vem logo em seguida. E assim como a paz, ele também tem símbolos que o representam. Mas nesse caso, existem várias coisas que podem significar amor, como por exemplo, rosas vermelhas.

Elas são associadas ao amor e à paixão. E a ligação entre elas e o amor se originou na mitologia grega e romana. A flor é associada à deusa do amor, Afrodite, e Vênus, a divindade romana que também simboliza o sentimento. E depois de anos, o cristianismo usou as rosas como o símbolo da virtude da Virgem Maria. Além da mitologia, vários autores popularizaram as rosas vermelhas: nomes como Shakespeare e Gertrude Stein. Séculos depois, elas ainda continuam a ser um dos símbolos de amor mais populares.

Claro que quando pensamos em amor, logo vem o coração à mente. O amor romântico é representado pelo coração, que é o centro de todas as emoções humanas, incluindo o amor. O formato do coração foi usado pela primeira vez no século XIV em uma ilustração de um poema do italiano Francesco Barberino. No século XV, uma tapeçaria chamada “Le Don Du Coeur”, “o presente do coração” traduzido, mostrava um homem segurando um coração. E o símbolo ainda é usado como representação do amor.

Além deles, temos o Cupido. O Cupido, na mitologia romana, é filho da deusa do amor, Vênus, com o deus da guerra, Marte. Ele é o deus do desejo, da atração e do amor. Ele geralmente é um menino gordinho com um arco e flecha. Ele o usa para fazer com que as pessoas se apaixonem. Ele também foi adotado pela mitologia grega. Nela, ele é conhecido como Eros.

Animais também podem ser considerados símbolos do amor. Os pombos juntos são, na tradição cristã, um símbolo de fidelidade e castidade no casamento. Normalmente, Afrodite é retratada junto de pombas ao seu redor. E elas continuam a ser um símbolo de união perfeita nos dias atuais.

Outro animal, que é considerado símbolo do amor, tanto na mitologia grega, quanto na romana, é o cisne. Os pescoços desses animais, quando juntos, fazem a forma de um coração. Além disso, as aves são conhecidas por, supostamente, ficarem juntas para sempre depois que elas encontram a sua cara-metade.

Fonte: Jornal ciência

Imagens: YouTube, Segredos do mundo, Freepik 

NASA destruiu vida alienígena sem querer em Marte há 50 anos, alega cientista

Previous article

Colônia em Marte com apenas 22 pessoas? Cientistas dizem ser possível

Next article

Comments

Comments are closed.