Curiosidades

‘Arte está morta’: o polêmico boom de imagens geradas por inteligência artificial

0

Obra de arte é o termo utilizado para designar uma composição criada e avaliada por sua função artística. Do mesmo modo que é um produto que transmite uma ideia ou expressão da pessoa habilidosa que a fez. Algumas imagens podem levar dias, meses ou até mesmo anos para serem feitas. A arte tira as pessoas do mundo e celebra a criatividade.

Por mais que revoluções na arte não sejam uma coisa nova, essa em específico pode ser terminal. Como disse Jason M. Allen ao jornal americano “The New York Times”: “a arte está morta, cara”. Ele foi o vencedor da feira de arte do Colorado na categoria “artistas digitais emergentes”.

A obra que o fez ganhar, chamada “Teatro de Ópera Espacial”, foi feita com o uso do Midjourney. Ele é um sistema de inteligência artificial que permite que imagens sejam criadas a partir de algumas frases, como por exemplo, “astronauta em cima de um cavalo” ou “cachorro com uma flor na boca num retrato ao estilo de Pablo Picasso”.

Polêmica

BBC

Por conta disso, Allen ter ganhado o concurso deixou vários artistas furiosos, mas ele não se abalou. “Acabou. A inteligência artificial ganhou. Os humanos perderam”, disse.

O prêmio que Allen recebeu foi relativamente pequeno, o equivalente a 1.500 reais, no entanto, ele ter ganhado se tornou manchete na imprensa internacional. Inclusive, alguns artistas já temiam que as imagens geradas através de inteligência artificial poderiam roubar seus trabalhos, pegando carona no que eles aprenderam sobre o ofício ao longo do tempo.

“Essa coisa quer nossos empregos e é ativamente um anti-artista”, afirmou RJ Palmer, um artista de arte conceitual para filmes e videogames em seu Twitter.

Além disso, Palmer também pontuou como esses sistemas de inteligência artificial podem imitar, de forma precisa, artistas e seus traços estéticos. E por mais que a produção desses sistemas seja impressionante, eles são construídos tendo como base a arte de criadores humanos. Ou seja, os algoritmos são treinados com base em milhões de imagens feitas por pessoas de carne e osso.

Por exemplo, o Stable Diffusion, um gerador de imagens de inteligência artificial de código aberto lançado recentemente, aprendeu a partir de um arquivo compactado de “100.000 gigabytes de imagens” tirado da internet, como contou seu fundador Emad Mostaque.

Na visão de Mostaque, um cientista da computação com formação em tecnologia e finanças, o Stable Diffusion é um “motor de busca generativo”. Isso quer dizer que, enquanto as pesquisas de imagens do Google mostram fotos que já existem, o Stable Diffusion mostra tudo aquilo que a pessoa possa imaginar com base naquilo que ela escreve ou nas imagens que são inseridas.

Arte e inteligência artificial

BBC

Oos artistas sempre aprenderam e foram influenciados por outros. E até mesmo um ditado diz “grandes artistas roubam”. Contudo, Palmer pontua que a inteligência artificial não trata apenas de encontrar inspiração no trabalho de outros artistas. “Isso é roubar diretamente sua essência”, disse ele.

Além disso, a inteligência artificial pode reproduzir um estilo em apenas alguns segundos. “Neste momento, se um artista quiser copiar meu estilo, ele pode passar uma semana tentando replicá-lo. Isso é uma pessoa gastando uma semana para criar uma coisa. Com esta máquina, você pode produzir centenas delas por semana”, pontuou.

Já Mostaque diz que ela não tem o objetivo de deixar os artistas sem trabalho. Para ele, o Stable Diffusion é uma ferramenta assim como um aplicativo de planilhas que “não tirou o trabalho dos contadores”.

Por conta disso, Mostaque deixou uma mensagem para os novos artistas preocupados com o futuro das suas carreiras. “Minha mensagem para eles seria: ‘trabalhos de design de ilustração são muito entediantes’. Não se trata de ser artístico, mas sim de ser uma ferramenta”, disse.

Além disso, Mostaque sugere que eles encontrem oportunidades usando essa nova tecnologia em sua arte. “Este é um setor que vai crescer muito. Ganhe dinheiro com esse setor se você quiser ganhar dinheiro. Vai ser muito mais divertido”, pontuou.

Realmente é arte?

BBC

O artista de ficção científica Simon Stålenhag usou seu Twitter para dizer que a arte baseada em inteligência artificial ​​revelou um “tipo de gosma secundária… que nossos novos senhores da tecnologia esperam nos alimentar”.

Em contrapartida, para o artista contemporâneo e radialista Bob-and-Roberta-Smith, que fará uma instalação artística na Tate Modern de Londres em outubro, a inteligência artificial pode ser uma área interessante de atividade artística.

Entretanto, ele defendeu que os legisladores precisam atualizar as normas existentes “para que ninguém se sinta roubado”.

Fonte: BBC

Imagens: BBC

Conheça Edson Ribeiro, o padre gamer de Minas Gerais

Previous article

Menino de 10 anos vence câncer raro detectado em quatro partes do corpo

Next article

Comments

Comments are closed.