• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

As 7 frutas com o preço mais exorbitante do mundo

POR Fatos Desconhecidos (Acervo)    EM Curiosidades      19/03/15 às 04h15

Se você acha que as frutas da feira do seu bairro estão muito caras, pode ficar aliviado. Em alguns lugares elas possuem um preço ainda mais exorbitante, como no Japão, por exemplo.

O preço alto geralmente está associado à raridade dessas frutas ou simplesmente a qualidade acima da média que elas apresentam. Além do Japão, o mercado de luxo das frutas tem ganhado força também em países como Inglaterra e Estados Unidos. Será que a moda pega no Brasil?

1. Melancia Densuke

f1

As melancias Densuke típicas do Japão e custam em torno de US$ 121,00. Elas são vendidas nas lojas da Sembikiya, que podem ser encontradas em Tóquio e no país inteiro.

Essa melancia com tons mais escuros é caracterizada por possuir um sabor especial, mais adocicado e suculento. Além disso, elas crescem exclusivamente na ilha de Hokkaido, no norte do Japão, e apenas 100 unidades de Densuke são cultivadas o ano todo.

Por isso, o preço alto. Em 2008, uma melancia Densuke entrou em leilão e foi vendida por US$ 6,100, tornando-se a melancia mais cara do planeta.

2 . Maçãs Sekai-Ichi

f2

Essas maçãs também são típicas do Japão e custam US$ 21,00.Você leu certo, cada unidade dessa maçã custa US$ 21, ou seja, aproximadamente R$ 47,00.

A tradução literal da maçã seria "a melhor do mundo" e elas são lavadas com mel para conferir um sabor especial à fruta. Os pomares onde as Sekai-Ichi são cultivadas são polinizados à mão com um artefato especial, sendo que cada fruta recebe um cuidado especial algo que não é muito incomum na cultura japonesa, que é obcecada pela qualidade das frutas.

3. Melões Yubari

f3

Outra fruta japonesa, duas unidades desse melão custam US$ 225. Comprar um melão Yubari pode até ser um bom investimento para alguns japoneses, já que em determinada época um par de melões Yubari foi vendido por US$ 23,500, fazendo deles as frutas mais caras no mundo.

Eles também são cultivados na ilha de Hokkaido, no norte do Japão, e são classificados como frutas-híbridas, com tonalidade de um laranja vivo por dentro e de um amarelo mais opaco por fora.

Apenas para ter uma ideia, eles são cultivados com "chapéus", para que não sejam queimados pelo sol. A fruta possui um gosto adocicado, e tem uma ótima aparência.

4. O abacaxi inglês

f4

Como o próprio nome diz, o abacaxi inglês é típico da Inglaterra e custa US$ 1,600. O que mais chama a atenção nos abacaxis é  o modo que eles são cultivados.

Eles são criados por dois anos embaixo de uma combinação bastante exótica: palha, esterco e urina de cavalo. Segundo os criadores, essas "técnicas vitorianas" permitem que a fruta se desenvolva mesmo com o clima pouco propício da Inglaterra.

Apesar de todo o trabalho, esses abacaxis nunca são vendidos para o público, sendo consumidos pelos próprios funcionários dos Jardins de Heligan, o valor apresentado acima é estimado.

5.Uvas Romanas Rubi

f5

Custando em média cerca de US$ 6,400. As uvas mais caras do mundo foram vendidas em um leilão em 2011, na cidade de Kanazawa no Japão.

Todas as uvas tinham aproximadamente o tamanho de uma bola de ping-pong, e para alcançarem o status especial de "Romanas Rubi", elas precisavam ter um percentual de açúcar de 18% e pesar mais de 20 gramas.

6. Dekopon

f6

Preço: US$ 79,00 por 6 unidades

País: Japão e Estados Unidos

Comum no Japão e Estados Unidos, e vendido por cerca de US$ 79,00, cada 6 unidades, o Dekopon é uma fruta-híbrida. Ele é resultado da junção da laranja com a tangerina.

De acordo com as pessoas que já comeram esse raro alimento, o Dekopon é a fruta cítrica mais deliciosa do mundo. Até 2011, o Dekopon era cultivado exclusivamente no Japão, sendo que depois chegou aos Estados Unidos  e foi rebatizado com o nome de "Sumo".

7. As mangas do Território do Norte

f7

As mangas australianas foram comercializadas no valor de US$ 50,000. No entanto, não existe nada de excepcional nessas mangas. Esse alto valor ocorreu em um leilão beneficente, em que o intuito do valor era  a caridade.

A fruta não apresenta exclusividade ou qualquer diferencial. O valor foi doado para Conselho de Próstata da Austrália e para o Conselho de Câncer da Austrália em evento em Sydney.

Próxima Matéria
Fatos Desconhecidos (Acervo)
Acervo, matérias feitas antes do ano de 2015.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+