Notícias

Atestado de óbito revela causa da morte de Pelé

0

Foi divulgado o documento que indica a causa da morte de Pelé, que chocou fãs e torcedores do mundo inteiro. O ídolo inesquecível faleceu no dia 29 de dezembro.

Por conta do retorno ao hospital, muitas pessoas especulavam qual teria sido o verdadeiro motivo do falecimento do Rei do Futebol. Era de conhecimento público sua luta contra um câncer agressivo, além de estadia na UTI nos últimos dias de vida.

Somente familiares e algumas pessoas autorizadas podiam entrar e visitar o ídolo. No entanto, ele se manteve ativo nas redes sociais, para mostrar que estava vivo e lutando contra a enfermidade.

Via Wikimedia

Contudo, não conseguiu aguentar a gravidade dos ferimentos, que penduraram por mais de um ano durante o tratamento e quimioterapia. A notícia da sua morte foi divulgada pela tarde, com confirmação oficial do hospital e dos familiares.

No entanto, até o momento, a causa da morte de Pelé ainda não tinha sido publicada de fato. De modo geral, a teoria era que o câncer teria comprometido seu corpo e sistema, impossibilitando que continuasse vivo.

Entretanto, conforme certidão de óbito publicada, Edson Arantes do Nascimento, o eterno Pelé, faleceu por insuficiência renal, insuficiência cardíaca, broncopneumonia e adenocarcinoma de cólon.

Todas as informações receberam atestado segundo o 30º Registro Civil e Tabelionato de Notas do Ibirapuera, em São Paulo. A divulgação ocorreu na última sexta-feira, 30, para conhecimento público.

Divulgação do atestado de óbito

Além dos dados sobre a causa da morte de Pelé, o documento também traz outras informações que os fãs e torcedores puderam conferir publicamente na internet. Por exemplo, ao contrário da certidão de nascimento, o nome do ídolo aparece como “Edson”, forma que ficou conhecido. A princípio, seu nome de registro é “Edison”, com a letra i.

Via Catraca Livre

Além disso, existem outros dados que são pertinentes para constar na certidão de óbito, além da causa da morte de Pelé. A Lei de Registros Públicos indica que esse documento deve indicar a hora, a data e o local de morte da pessoa.

Também precisa constar suas informações pessoais, como estado civil, idade, data de nascimento e falecimento. O registro oficial também consta profissão, naturalidade e residência dos pais.

A segunda página deve indicar se morreu com testamento conhecido, se deixou filhos ou herdeiros e, finalmente, o local de sepultamento. Esses e outros dados constam no documento que recebeu divulgação após a sua morte.

É possível verificar o nome completo de seus país, a cidade de origem e outros dados relevantes para a identidade do Rei do Futebol, que ficou conhecido por seu talento, mas também discrição.

Informações adicionais sobre a causa da morte de Pelé

Via Wikimedia

Segundo a certidão, vale a pena destacar outras informações adicionais sobre a causa da morte de Pelé. Por exemplo, ele veio a falecer às 15h27 de quinta-feira, 29, no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

A confirmação da notícia não ocorreu até após esse horário, embora a internet tenha se movimentado pela manhã neste mesmo dia. Foram diversas teorias até a recepção da confirmação por parte dos oficiais.

Além disso, outro detalhe chama atenção no atestado, que são os registros de filhos e herdeiros. O nome dos cinco filhos de Pelé estão descritos, mas também o de Sandra Regina, sua sexta filha.

Em vida, Pelé enfrentou uma polêmica para reconhecer uma filha fora do casamento. Ela morreu em 2006, sem ser publicamente reconhecida. No entanto, após exames de DNA comprovarem a paternidade, seu nome passou a constar na certidão de óbito.

Assim, oficialmente, o Rei deixou seis filhos em certidão oficial. Além disso, também reconheceu os três casamentos. No momento, não existem testamentos conhecidos.

 

Fonte: Catraca Livre

Imagens: Catraca Livre, Wikimedia

Veja última conversa de Pelé com a irmã

Artigo anterior

Forma grave de Covid-19 ganha remédio injetável aprovado pela ANVISA

Próximo artigo