Notícias

Avestruz morre de estresse na África do Sul após percorrer rodovia

0

Motoristas que passaram pela rodovia N14, em Johanesburgo, na África do Sul, na última sexta-feira (29), avistaram uma cena estranha e preocupante. Isso porque viram uma avestruz correndo na rodovia por seis horas. Como resultado, ela faleceu, apresentando um quadro de estresse, segundo uma organização de defesa dos animais que tentou resgatá-la.

De acordo com a Owl Rescue Center, a avestruz, de cerca de 70 kg, se perdeu e acabou na rodovia N14, que vai da costa leste do país até a capital Pretória, no nordeste. Vale destacar que a rodovia costuma ser muito movimentada. Dessa forma, o grupo relata que, visivelmente perdida e estressada, a avestruz invadiu a pista diversas vezes.

É possível ver a cena nos vídeos gravados pelas pessoas que passaram pela rodovia e divulgaram as imagens nas redes sociais. Quando acionada, a Owl Rescue Center foi até a rodovia N14 e tentou resgatar o animal por mais de três horas. Porém, quando finalmente conseguiram deter a avestruz, ela colapsou e morreu.

“O estresse de estar naquela rodovia por seis horas somado ao estresse do resgate foi demais para ela”, declarou a organização por meio de um comunicado em suas redes sociais. Além disso, o grupo denunciou que pediram ajuda aos policiais que patrulhavam a via, que foi negado. Já a polícia da cidade ainda não se pronunciou sobre o caso.

Caçador de elefantes e leões é morto a tiros na África do Sul

Riann Naude caçador de elefantes

Facebook/Riaan Naude

Outra notícia que chocou os moradores da África do Sul, assim como aqueles que acompanharam a história pelos jornais, foi a da morte de Riann Naude, de 55 anos. Isso porque o chefe de uma empresa que organiza viagens de caça de leões e elefantes foi encontrado morto ao lado de seu carro em Marken Road, na província de Limpopo, na África do Sul.


Segundo a organização sem fins lucrativos Heritage Protection Group, Naude foi morto depois de ter parado seu veículo à beira da estrada. Na ocasião, o carro havia tido um superaquecimento do motor. Então, em seguida, dois homens se aproximaram com uma caminhonete e um deles atirou no caçador. Por meio da perícia, encontraram dois rifles de caça no veículo de Naude, segundo a agência local Maroela Media. No entanto, ainda não se sabe o motivo do crime.

De acordo com o tenente-coronel Mamphaswa Seabi, os policiais encontraram o corpo de Naude “deitado com o rosto para cima” e com “sangue na cabeça e no rosto”. Assim, Naude era dono da Pro Hunt Africa, que cobrava até US$ 2,5 mil por excursões de caça, sendo US$ 350 por dia, US$ 2,5 mil por crocodilo e US$ 1,5 mil por girafa.

Avestruz atropela ciclista na Argentina

Já na Argentina, um avestruz que correu pelas ruas acabou atropelando uma ciclista que trafegava por uma rua da cidade de Ranchos. A ocorrência foi registrada depois que a ave escapou de uma propriedade rural da região.

Assim, o movimento exato em que o avestruz, em alta velocidade, colide com a ciclista, foi capturado por câmeras de segurança do local. Como é possível ver no vídeo, a mulher recebeu ajuda de um frentista que trabalha no posto de combustível à direita, logo depois que ela caiu no asfalto.

Já o animal tropeçou algumas vezes ao se levantar e continuou a correr sem rumo pela rua movimentada. No entanto, ainda não se sabe se ele foi capturado.

De acordo com o site de notícias Conclusión, a vítima do atropelamento com o animal foi encaminhada para um posto de saúde próximo de onde aconteceu o acidente apenas com ferimentos leves. Felizmente, ela não corre perigo. Ainda assim, moradores da região exigiram alguma punição ao proprietário da ave.

Fonte: G1

Esses animais imortais fascinam a ciência

Matéria anterior

‘Buracos misteriosos’ no fundo do oceano intriga cientistas

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos