Campanha com outdoor ambulante representa ao vivo denuncia como é o tráfico de mulheres

POR Eduardo Coelho    EM Curiosidades      29/08/15 às 19h20

Ao mesmo tempo que a sociedade evolui em diversos quesitos, entre eles, os aparatos tecnológicos  e a visão globalizada no que se diz respeito à facilidade e acessibilidade à comunicação, isso também acaba evidenciando e tornando mais fácil a visibilidade de problemas sociais, ao qual nos resta extinguir para evoluirmos ainda mais como uma sociedade modelo.

Parece inconcebível, um planeta que possui legislações, regras de conduta, pessoas e governantes capacitados, ainda permitirem ou de certo modo, fazerem 'vista grossa' para algumas dificuldades de caráter social.

Vamos mostrar logo abaixo para vocês, uma campanha modelo de conscientização. E que fez o mundo inteiro refletir. Vamos explicar do que se trata:

WomenEndIt2

Um dos problemas que a humanidade enfrenta passivamente ao longo dos anos, é o tráfico de mulheres, que são literalmente vendidas como um objeto sexual.

WomenEndIt6

ONG End It, com o intuito de ressaltar a importância e a cautela com o qual esse drama da vida real, tem que ser retratado,  lançou uma campanha extremamente original e cativante que consistia colocar  em circulação pública, um comboio de mulheres representando escravas sexuais, dentro de um caminhão. Só que elas estariam circulando pelas ruas, como um 'outdoor real'.

WomenEndIt3

A campanha foi executada pela SapientNitro, que foi percorrendo, em uma trajetória por dentro das ruas de Atlanta nos Estados Unidos. O resultado foi instantâneo!

WomenEndIt7

 

Não teve um cidadão, que não reparasse naquilo, o que de fato, era o que eles tinham em mente. Abaixo você poderá conferir um vídeo da ação e conferir como ela foi executada:

WomenEndIt9

A conscientização é sempre bem-vinda!

 

 

Eduardo Coelho
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+