• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Casal canadense opta por morte assistida depois de 73 anos casados

POR Natália Pereira    EM Entretenimento      10/04/18 às 14h19

Eutanásia, ou 'morte assistida', acabou sendo o alvo de muita polêmica e discussão em nosso país. O tema foi abordado no filme 'Como Eu Era Antes de Você' e gerou diferentes tipos de comoções nas pessoas. De forma geral, as opiniões acabaram se dividindo entre aqueles que entenderam o desejo do jovem de tirar a própria vida e aqueles que queriam que ele permanecesse vivo independente do seu estado emocional e físico.

Agora, mais uma vez, um caso real tem chocado as pessoas e dividido as opiniões sobre o assunto. A história desse casal, que mais parece uma história de romance com um final triste, aconteceu a apenas algumas semanas no Canadá. O procedimento foi legalizado no país e permitiu que esse casal desse fim a própria vida juntos e de forma consciente. A sua legalização permite que as pessoas em estados terminais decidam se querem ou não continuar vivendo naquela condição. E, caso não queiram, que o seu fim seja preparado e sem dor.

As exigências

Eutanásia é permitida por lei no Canadá. Entretanto, os pacientes que desejarem enfrentar esse procedimento devem cumprir a alguns pré-requisitos. Tais como: ter mais de 18 anos, ser um cidadão canadense, estar capacitado mentalmente, ter alguma doença grave que seja incurável ou que o incapacite, estando em um estado avançado do processo que cause uma dor intolerável. O casal preencheu as exigências necessárias para se submeter a 'morte assistida' e acabou optando a ela no fim de suas vidas.

O fim do casal

George Brickenden, de 95 anos, e sua esposa Shirley Brickenden, de 94 anos, estavam casados a 73 anos e decidiram tirar suas vidas juntos por meio da morte assistida. Ambos já haviam passado por diversos problemas e já não estavam tão bem a algum tempo. Shirley sofreu um ataque cardíaco em 2016 e estava com artrite reumatoide no momento, que fazia com que ela sentisse dores constantes. E o coração de George já vinha apresentando falhas a algum tempo.

O casal escolheu conscientemente como queriam terminar suas vidas e isso foi possível devido a legalização do processo no Canadá. Eles tiveram a oportunidade de ajeitarem suas vidas antes de partirem e se despedirem de seus filhos, que ficaram com eles dentro da sala durante o procedimento. De acordo com os relatos, tudo aconteceu com ternura. Tanto George quanto Shirley esperaram até que o parceiro estivesse pronto para seguir adiante. Eles se deitaram juntos e ficaram de mãos dadas até o momento em que deixaram essa vida. Além disso, tiveram a chance de dizer 'Eu te amo' para seus filhos antes de partir, oportunidade que nem todos tem nesse momento.

O final pode parecer triste para alguns mas também guarda a sua beleza. O que acharam da história desse casal? Concordam com o procedimento?

Próxima Matéria
Via   Patheos     Esquerda  
Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
As categorias Terror, Sobrenatural, CreppyPasta e entretenimento têm como único objetivo de entreter. Não devem ser utilizadas como fontes de artigos científicos ou trabalhos escolares.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+