Notícias

Catar promete respeitar público homossexual durante Copa do Mundo

0

O secretário-geral do Comitê Supremo para Entrega e Legado do Mundial no Catar, Hassan Al Thawadi, afirmou que os turistas homossexuais que forem ao país para presenciar a Copa do Mundo serão bem-vindos. De acordo com Al Thawadi, a legislação vigente não será um problema.

hassan al thawadi

Reprodução/Goal.com

“Assim como as edições anteriores do torneio, a Copa do Mundo do Catar será um torneio para todos. Todos serão bem-vindos ao Catar, independentemente de sua raça, origem, religião, gênero, orientação ou nacionalidade”, disse Al Thawadi ao GE.

Atualmente, o código penal do Catar proíbe atividades homossexuais entre homens e mulheres, sendo que a pena máxima pode chegar ate ao apedrejamento. Diante desse cenário, entidades que lutam pelos direitos da população LGBTQIA+ esperavam que a Fifa pressionasse o país por uma reforma na lei. No entanto, isso não aconteceu.

Então, sob o olhar mundial, Hassan Al Thawadi reforçou a organização do Catar em outros eventos internacionais sob o intuito de reforçar que a questão não será um problema.

“Já realizamos mais de 600 eventos desde que ganhamos os direitos de sediar a Copa. Repito: todos os fãs são bem-vindos para reservar acomodações e ficarem juntos. A vida privada das pessoas não é nossa preocupação”, reiterou Hassan.

Bebidas alcoólicas

Além disso, muito se falou sobre o consumo de bebidas alcoólicas no país durante a Copa do Mundo. De acordo com Hassan, haverá a venda de bebidas alcoólicas nos estádios. No entanto, afirmou também que as vendas não ocorrerão abertamente nas ruas e ainda pediu respeito dos visitantes às tradições locais.

“Estamos no processo de finalizar nossa estratégia de álcool, que inclui estádios e festivais de entretenimento. Iremos comunicá-los uma vez finalizado. Já foi confirmado que o álcool será servido em áreas específicas dentro dos estádios”, afirmou Hassan Al Thawadi.

“Haverá álcool disponível para quem quiser, mas não haverá álcool disponível abertamente nas ruas, por exemplo. O que pedimos é que as pessoas, quando visitarem o Catar, respeitem a cultura e as tradições locais”, disse.

Também haverá outras regras. Por exemplo, o torcedor só poderá ingerir bebida alcoólica entre as 18h30 e 2h, com exceção da Fifa Fan Fest, que irá ocorrer em um parque da capital Doha, chamado Al Bidda. Lá, será permitida a venda de álcool a partir de um pouco mais cedo. Já o encerramento ficou definido para 1h.

“Mais distante dos estádios, os fãs podem visitar o Fifa Fan Festival no Al Bidda Park, que transmitirá todas as partidas ao vivo e contará com palcos, lojas de alimentos e bebidas e atividades culturais. O Fifa Fan Festival será aberto em 19 de novembro e terá capacidade para receber até 40 mil visitantes. Bebidas alcoólicas também serão vendidas lá”, acrescentou.

Copa do Mundo

O visitante que quiser participar da Copa do Mundo no Catar precisará de mais que hospedagem marcada e passagens aéreas. Isso porque nem o tradicional visto será aceito para quem for à competição. Para entrar no Catar de 1º de novembro a 23 de dezembro precisará do Hayya Card.

Dessa forma, o cartão funciona como um visto, que será usado somente durante a Copa do Mundo. Todas as informações sobre o turista estarão nele, como nome completo, passaporte, data de chegada e saída do país e hospedagem. O Hayya Card irá substituir o atual visto, que é expedido pelos hotéis na hora da reserva.

Então, para pedir o Hayya Card e garantir presença na Copa do Mundo, é preciso ter:

  • Ingresso para partidas;
  • Passaporte;
  • Acomodação;
  • Foto no modelo do passaporte.

Quem tiver o Hayya Card ainda poderá convidar três pessoas sem ingresso para irem ao Catar durante o período da Copa do Mundo. Já essas pessoas receberão um Hayya como convidadas. O Comitê Supremo, responsável pela organização da Copa no Catar, tentará evitar o embarque das pessoas sem o Hayya para a sede do próximo Mundial.

“Os torcedores podem chegar por outros lugares também, não só por aeroportos. Há muitas famílias nos arredores que podem entrar, são bem-vindos. Mas o procedimento de entrada tem de ser seguido. Os carros precisarão ser registrados e passarão por uma base a 3.5 km de Doha. Os fãs que vêm por aeroporto precisam chegar pelo Aeroporto Internacional de Doha e poderão reservar o metrô para ir ao hotel”, disse Jassim Abdulrabim Al Sayed, responsável por segurança e operação no Comitê.

Além disso, o Hayya dá direito ao uso do transporte público e entrada em todos os países do Oriente Médio durante a Copa do Mundo.

Fonte: Metrópoles

Homem fica três dias perdido em pântano depois de ter braço arrancado por jacaré

Previous article

Mãe com “tatuagens de marginal” lamenta que não consegue arrumar emprego

Next article

Comments

Comments are closed.