Curiosidades

Churrasco brasileiro não é o melhor do mundo; confira o ranking

0

Para o choque de alguns, o churrasco brasileiro não foi eleito o melhor do mundo, ficando bem abaixo do esperado.

No ranking definido pela internet, o Brasil conquistou a sexta posição no cenário global de churrascos, ficando atrás da Argentina e sendo superado pelo Japão, que lidera com o Yakiniku.

A Coreia do Sul também ganha destaque com o Gui, representando os diversos pratos grelhados da culinária coreana.

O estilo de churrasco brasileiro, originado no início do século XIX entre os gaúchos, especialmente imigrantes europeus no Rio Grande do Sul, envolve a grelha de suculentos pedaços de carne bovina, vitela e cordeiro, além de porco e frango que são assados sob espetos no fogo de lenha.

Nas churrascarias, os espetos aparecem de maneira majestosa, com garçons circulando entre as mesas. Após os clientes escolherem a carne desejada, ela é habilmente cortada dos espetos e servida nos pratos.

Mesmo assim, o Brasil ficou abaixo do top 5, perdendo para nosso país vizinho, Argentina, e também pelos preparos orientais.

Revolta

Apesar de o churrasco gaúcho ser considerado patrimônio imaterial do Brasil, especialmente no Rio Grande do Sul, sua posição fora do Top 5 gerou controvérsias.

No Instagram, onde o ranking surgiu com base em votos populares, houve reações diversas, com alguns questionando a superioridade dos pratos no topo da lista.

A pesquisa popular, no Instagram pelo TasteAtlas e com base integral em votos populares, provocou diversas reações entre os brasileiros.

Um usuário sugeriu que o espetinho brasileiro deveria ser reconhecido como um patrimônio global, enquanto outros discordaram da posição do “asado” argentino, que ficou quatro posições acima do churrasco gaúcho.

Em postagem, ele diz que é “imbatível” o que preparamos, e ele não perde para o churrasco argentino em nenhum momento.

Ranking de melhor churrasco

Via Freepik

Na publicação, o TasteAtlas destaca que a classificação não representa globalmente as preferências alimentares, buscando, em vez disso, promover pratos locais e estimular a curiosidade por novas experiências gastronômicas.

Confira a lista completa:

  1. Yakiniku, Japão
  2. Asado, Argentina
  3. Kushiyaki, Japão
  4. Shashlik, Rússia
  5. Gui, Coreia do Sul
  6. Churrasco gaúcho, Brasil
  7. Parrilla, Argentina
  8. Braai, África do Sul
  9. Barbacoa, México
  10. Churrasco do Texas, Estados Unidos

O churrasco brasileiro do Rio Grande do Sul ainda se destacou nos votos populares, e, claro, chama atenção no guia online de viagens gastronômicas para atrair pessoas e provar os sabores tradicionais.

Inclusive, o site postou um resumo sobre o churrasco brasileiro, com descrições realistas e atrativas.

Ele recita que se trata de um estilo com suculentos pedaços, fatias, bifes e costeletas de carne bovina, vitela, cordeiro, porco e frango. Eles se dispõem em grandes espetos e grelhados sobre fogo de lenha.

Além disso, conta sobre o início dessa prática tão popular e conhecida em todo o território nacional. Os primeiros imigrantes se reuniam, acendiam uma fogueira e preparavam grandes porções de carne, grelhando-as lentamente.

Origem do churrasco brasileiro

No entanto, as raízes do churrasco brasileiro são mais antigas do que se imagina, e remontam aos povos indígenas do Brasil, que utilizavam técnicas culinárias com chamas abertas e espetos de madeira.

Contudo, o estilo contemporâneo tal como o conhecemos hoje recebe influência dos imigrantes europeus, especialmente os portugueses e espanhóis, que introduziram a pecuária, incluindo o gado, no Brasil.

Isso culminou no desenvolvimento da tradição de assar grandes cortes de carne em espetos sobre fogo aberto.

Além disso, o churrasco brasileiro se destaca unicamente por seus métodos de preparo e temperos distintos, frequentemente incorporando uma variedade de carnes, como bovina, suína, frango e salsichas.

Via Freepik

Um dos estilos mais populares é o rodízio, no qual diversos cortes de carne chegam continuamente à mesa, com fatias diretamente nos pratos dos clientes.

No que diz respeito ao impacto na economia nacional, a indústria brasileira de churrasco é altamente relevante.

Ela contribui significativamente para os setores agrícola e pecuário do país, gerando empregos nas etapas de produção, processamento e distribuição de carne.

Além disso, as churrascarias brasileiras desfrutam de popularidade tanto a nível nacional quanto internacional, atraindo turistas e impulsionando a indústria do turismo.

A exportação de carne bovina e produtos cárneos do Brasil também desempenha um papel crucial na economia do país.

Em resumo, o churrasco brasileiro representa uma tradição culinária rica. Além disso, também exerce um impacto econômico significativo, especialmente nos setores agrícola e hoteleiro.

Por isso, apesar da sexta posição, continua ocupando o top 1 para muitos brasileiros.

 

Fonte: Compre Rural

Imagens: Freepik, Freepik

Filme dos Mamonas Assassinas usou vários itens originais da banda. Veja quais

Artigo anterior

Insetos em Marte: vamos precisar deles na colonização

Próximo artigo