Curiosidades

Com medo de ser preso, Robinho recusa oferta de time Chinês

0

O mundo do futebol esconde grandes coisas. Algumas podem ser totalmente admiráveis, como algumas atitudes de grandes astros dos campos que fazem ações sociais sem que sejam divulgadas. Cristiano Ronaldo, o ídolo de Portugal, por exemplo, tem um coração de ouro e seus atos não costumam ser muito divulgados. Enquanto isso, Robinho, um dos maiores ídolos do futebol brasileiro, traz alguns processos e condenações medonhas, capazes de surpreender qualquer torcedor.

Fora dos campos, o jogador que foi ídolo de toda uma nação recebeu uma sondagem de um time da China. O clube é de segunda divisão, mas é uma grande oportunidade de voltar a competir após a reviravolta de sua vida. No entanto, Robinho não prosseguiu com a conversa e teme sair do Brasil. Segundo ele, o risco de ser preso ao deixar o país é grande.

Ele foi condenado em última instância na Justiça Italiana e isso pode influenciar em outros lugares fora daqui. Robinho foi acusado e condenado por violência sexual, e esse é o motivo do seu temor.

Tentativa de contratação do time Chinês e vida de Robinho

O representante de um clube chinês de segunda divisão procurou Robinho recentemente. Ele queria que o craque integrasse o grupo de jogadores da organização. No entanto, as conversas para uma possível contratação não avançou. O atacante que jogou no Guangshou Evergrande em 2015 não planeja sair do Brasil por enquanto.

Ele teme ser preso fora daqui. Então, nenhuma viagem foi marcada nos últimos meses. Outro motivo é o desejo por estar perto de sua família. Ele quer estar presente na vida de um dos filhos, que inclusive joga na base do Santos.

O jogador foi sondado por Portuguesa e Brasiliense. Entretanto, hoje com 38 anos, ele diz que ainda não decidiu se voltará a atuar nos campos. Sua última partida oficial foi no dia 19 de julho de 2020, pelo Istanbul Basaksehir, da Turquia. Embora não tenha decidido, ele sempre fala sobre a vontade de competir. Ele deve bater o martelo em breve.

Robinho ainda comenta sobre a preocupação com a família e os filhos pois, segundo ele, há uma “perseguição da imprensa” sobre seu caso jurídico. Ele mantém sua forma em um campo do Guarujá e também em atividades na Portuguesa Santista.

O que aconteceu com o jogador?

Robinho foi condenado a nove anos de prisão, acusado de estuprar uma mulher albanesa em 2013, na Itália. Em 2020 ele foi anunciado como reforço do Santos, mas o acordo foi prontamente cancelado pela publicação de conversas com amigos e devido à pressão de patrocinadores.

O Brasil, diante disso, negou a extradição de Robinho. Essa recusa se deu com base no artigo 5° da Constituição brasileira. O pedido foi feito pelo governo italiano em outubro. O caso não tem mais possibilidade de recurso, visto que já transitou em julgado.

O jogador foi condenado junto de seu amigo Ricardo Falco. Outros quatros envolvidos não foram encontrados pela Justiça Italiana. De acordo com as acusações, Robinho e os amigos embebedaram a vítima, deixando-a inconsciente e incapaz de se opor. Então, levaram-na para um camarote da boate, onde se aproveitaram de sua condição para praticar “múltiplas e consecutivas relações sexuais com ela”.

Durante uma conversa telefônica grampeada, Robinho disse ao amigo Jairo Chagas: “Estou rindo porque não estou nem aí, a mulher estava completamente bêbada, não sabem nem o que aconteceu”.

Em outro trecho da conversa ele ainda disse: “Olha, os caras estão na merda. Ainda bem que existe Deus, porque eu nem toquei naquela garota. Vi os outros fod**** ela, eles vão ter problemas, não eu. Eram cinco em cima dela”, afirmou.

No entanto, Chagas disse que viu Robinho colocando o pênis dentro da boca da vítima. Então ele responde que aquilo ali não significava transar. Os advogados do ex-jogador alegam sua inocência e que essa relação foi consensual.

Fonte: UOL

Tomar sol nas partes íntimas está em alta. Técnica funciona?

Previous article

Ex-jogador se cansa de dinheiro e mulheres e vira padre

Next article

Comments

Comments are closed.