• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Como Jane Foster se transformou em Thor nos quadrinhos

POR Gabi Noronha    EM Fatos Nerd      22/07/19 às 17h20

O Deus do Trovão passou por muitas mudanças nos últimos anos dentro da Marvel Comics. O cenário começou a mudar em 2014, quando Jason Aaron assumiu a série Pecado Original. Durante os acontecimentos envolvendo o assassinato de Uatu, vimos o herói se tornar indigno de portar o Mjolnir. O que ocorre a partir de um sussurro soltado por Nick Fury. Com isso, ele passou a ser conhecido apenas como Odinson, seguindo seu próprio caminho. Em consequência, o martelo encontrou outra pessoa digna de empunhá-lo. Dessa vez, uma mortal. Foi assim que, logo em seguida, Jane Foster se tornou a nova Thor.

Por muito tempo, ninguém soube o que houve de tão grave para ser invalidado pelo Mjolnir. Um segredo foi revelado apenas na quinta edição da série The Unworthy Thor. Interessante notar como o número três exerceu bastante influência no imaginário popular. Com três palavras, a Feiticeira Escarlate deu um basta nos mutantes no mundo e, por muito pouco, não extinguiu a raça. Com a mesma quantidade de vocábulos, Nick Fury foi capaz de tornar Odinson indigno dos poderes de Thor.

Em The Unworthy Thor #5, o personagem revela o que foi dito pelo agente da SHIELD em seu ouvido. "Gorr was right" (Gorr estava certo). Em sua explicação, Odinson conta o porquê da frase. Conhecido como O Matador de Deuses, Gorr, foi apresentado em 2013, e amaldiçoou todos os deuses. Para ele, os deuses eram seres egoístas, que só se importavam consigo mesmos e que não foram capazes de criar nada de bom, nem mesmo a humanidade. A presença dessas criaturas só havia causado miséria ao universo.

Jane Foster como Thor

De volta à série Pecado Original, ao sussurrar para Thor que Gorr estava certo, Nick Fury revela que compartilhava da ideia de Gorr. Para os mortais, viver com o peso de venerar deuses é um fardo e um atraso. Dessa forma, a humanidade certamente estaria melhor sem eles. Com isso, mais uma vez, Thor duvida de si mesmo. Se coloca em cheque e, ao fazê-lo, invalida sua dignidade perante a representação do Deus do Trovão. O Mjolnir parte então para escolher outro portador, encontrando em Jane Foster a melhor opção.

Contudo, as coisas não são tão simples assim. Pouco antes de ser escolhida como a nova portadora dos poderes de Thor, Jane é diagnosticada com câncer de mama. Devido aos poderes mágicos do Mjolnir, todas as vezes em que ela se transforma na Deusa do Trovão, ele limpa seu organismo da quimioterapia. Portanto, ao voltar para sua forma humana, Jane continua morrendo, pois, embora a transformação elimine quaisquer toxinas do seu corpo, o câncer faz parte de seu corpo.

A série, intitulada The Mighty Thor (No Brasil sob o título de A Poderosa Thor), foi escrita por Jason Aaron e terminou com Jane Foster fazendo o sacrifício supremo em prol do bem maior. Odinson recuperou sua dignidade, enquanto Jane morreu. Mas seu final não foi de todo triste. Ela foi revivida e transformada em Valquíria. Agora, veremos como a Marvel Studios aproveitará a história da personagem no cinema com Natalie Portman como Thor.

Próxima Matéria
Via   CBR  
Gabi Noronha
Resumindo, é basicamente isso! Mais aventuras em Instagram: @gabinoronhaf
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+