Curiosidades

Curiosidades surpreendentes sobre irmãos gêmeos!

0

Existem diversas curiosidades sobre gêmeos que muitos não conhecem, e podem ajudar a entender melhor esse comportamento biológico entre os humanos.

Desde diferenciações genéticas até casos extremamente raros, são várias ocorrências que tornam esse fenômeno ainda mais interessante. Por isso, veja algumas informações inusitadas!

Curiosidades sobre gêmeos

Bivitelinos e univitelinos

“Bivitelinos” e “univitelinos” são termos usados para se referir aos tipos de gêmeos fraternos e idênticos, respectivamente.

A princípio, bivitelinos, também conhecidos como gêmeos fraternos dizigóticos ou heterozigóticos, são gêmeos que se desenvolvem a partir de dois óvulos diferentes fertilizados por dois espermatozoides diferentes.

Como resultado, eles compartilham cerca de 50% do seu material genético e são tão geneticamente semelhantes quanto quaisquer outros irmãos não gêmeos.

Enquanto isso, univitelinos, também conhecidos como gêmeos idênticos monozigóticos ou homozigóticos, são gêmeos que se desenvolvem a partir de um único óvulo fertilizado por um único espermatozoide que se divide em dois embriões separados.

Como resultado, eles compartilham 100% do seu material genético e são essencialmente clones um do outro.

Via Pexels

É possível ter gêmeos de pais diferentes?

Sim, é possível, embora seja extremamente raro. Isso ocorre quando uma mulher libera dois óvulos durante o mesmo ciclo menstrual e tem relações sexuais com dois parceiros diferentes em um curto período de tempo, resultando em gêmeos fraternos com pais diferentes.

Esse fenômeno é conhecido como superfecundação heteropaternal e ocorre em cerca de 1 em cada 13.000 gravidezes de gêmeos fraternos.

Para que isso aconteça, a mulher precisa ovular duas vezes em um ciclo menstrual, e a ovulação deve ocorrer em dias diferentes para que o espermatozoide de cada pai fertilize um óvulo diferente.

Além disso, é necessário que a mulher tenha relações sexuais com dois parceiros diferentes em um curto período de tempo. Assim, os espermatozoides de cada pai podem fertilizar os óvulos diferentes.

Em resumo, enquanto tecnicamente é possível ter gêmeos de pais diferentes, é extremamente raro e improvável de acontecer, embora seja uma das várias curiosidades sobre gêmeos.

Quais as chances de ter gêmeos?

Via Pexels

Uma das principais curiosidades sobre gêmeos é que as chances são de 3% para a população geral. No entanto, dependem de vários fatores, incluindo idade, histórico familiar e outros fatores de saúde.

As mulheres mais velhas tendem a ter mais chances de ter gêmeos do que as mulheres mais jovens. Isso ocorre porque as mulheres mais velhas geralmente liberam mais de um óvulo durante o ciclo menstrual, o que aumenta a probabilidade de fertilização.

Além disso, ter gêmeos na família também aumenta as chances de uma mulher ter gêmeos. Se uma mulher tem uma mãe ou avó que teve gêmeos, suas próprias chances de ter gêmeos são maiores.

A fertilização in vitro (FIV) e outras técnicas de reprodução assistida também aumentam as chances de ter gêmeos, porque mais de um embrião pode ser implantado no útero da mulher.

Quais as chances de nascer gêmeos siameses?

A incidência de gêmeos siameses (ou gêmeos unidos) é bastante rara e estima-se que ocorra em cerca de 1 em cada 200.000 nascimentos. No entanto, as chances de nascer gêmeos siameses podem variar dependendo de vários fatores.

Por exemplo, alguns estudos sugerem que a ocorrência de gêmeos siameses pode ter uma predisposição genética, embora isso ainda não tenha sido confirmado.

Além disso, pesquisas sugerem que mulheres mais jovens têm um risco ligeiramente maior de ter gêmeos siameses do que mulheres mais velhas.

O mesmo se aplica para famílias que têm um histórico de gêmeos siameses, o que pode aumentar o risco de ocorrência em outras gerações da família.

Cachorros podem identificar gêmeos

Via Pexels

Acredite se quiser, uma das curiosidades sobre gêmeos é que cachorros conseguem identificá-los pelo cheiro.

Donos de cachorros relatam que seus animais parecem ser capazes de distinguir entre gêmeos e responder de maneiras diferentes a cada um.

Isso também pode ser devido a diferenças sutis na aparência ou no comportamento dos gêmeos que podem ser perceptíveis para os cães, como diferenças no tom de voz, estilo de roupas e comportamentos.

Inclusive, tribunais já começaram a usar esses animais como forma de tratar casos envolvendo pessoas idênticas.

Mulheres mais altas têm mais chances de ter gêmeos

Existem algumas pesquisas que sugerem que as mulheres mais altas podem ter maiores chances de ter gêmeos devido a fatores hormonais.

Acredita-se que a altura esteja relacionada com a quantidade de hormônios produzidos pelas mulheres, incluindo os hormônios envolvidos na ovulação e fertilização.

Mulheres mais altas tendem a ter níveis mais elevados de certos hormônios, como o hormônio do crescimento.

Assim, pode levar à liberação de mais de um óvulo durante a ovulação, aumentando as chances de ter gêmeos.

 

Fonte: Terra

Imagens: Pexels, Pexels, Pexels, Pexels

Será que você tem traços de personalidade que indicam QI alto?

Artigo anterior

Nova tecnologia com inteligência artificial consegue prever câncer de mama até cinco anos antes

Próximo artigo