Curiosidades

Confira fotos secretas da invenção da bomba atômica

0

Com o lançamento do filme Oppenheimer, a invenção da bomba atômica voltou a ser assunto.

No entanto, o destaque vai para o Laboratório Nacional de Los Alamos, parte do Departamento de Energia dos Estados Unidos. Eles tinham um projeto de fotos históricas relacionadas às bombas Little Boy e Fat Man.

Essas imagens históricas surgiram na plataforma Flickr, totalizando 515 fotografias. Os arquivos trouxeram registros, testes e até mesmo fotos dos cientistas que estavam no caso.

Holly Reed, especialista em fotografia do Arquivo Nacional dos EUA, a fonte dessas imagens, afirmou que elas foram tornadas públicas em 1997.

No entanto, chamaram muita atenção recentemente, quando foram amplamente divulgadas em diversos sites como sendo lançadas recentemente.

Autores como John Coster-Mullen criaram livros como “Atom Bombs: The Top Secret Inside Story of Little Boy and Fat Man” (em português, “Bombas atômicas: O Segredo da História de Little Boy e Fat Man”). Trata-se de publicações com fotos oficiais que eram secretas.

Registros

Um dos vídeos que ganhou destaque é de Alex Wellerstein, historiador da ciência no Instituto de Tecnologia Stevens em Hoboken, EUA.

Esse registro visual transformou a visão popular dos cientistas que estavam na invenção da Fat Man. Também mostra pessoas levando a bomba em carrinhos e aeronaves.

O filme obteve mais de 100.000 visualizações em apenas um dia na plataforma Reddit e recebeu 700 comentários.

Os usuários tinham dúvidas, e muitas envolviam se os participantes e funcionários sabiam o que estavam fazendo. Dr. Wellerstein respondeu que ‘possivelmente sim’. Isso porque eles tinham conhecimento do que aconteceria em Hiroshima.

Além disso, ele acrescentou que existia uma barreira entre os acontecimentos externos e internos. No entanto, as redes de integração global permitiram que todos conhecessem a história como ela realmente é.

Confira alguns dos registros mais impressionantes:

Via Hyperscience

Via Hyperscience

Via Hyperscience

Via Hyperscience

Invenção da bomba atômica

A invenção da bomba atômica envolveu um esforço conjunto de cientistas e pesquisadores durante a Segunda Guerra Mundial.

O desenvolvimento começou com a descoberta da fissão nuclear por cientistas alemães no final da década de 1930.

Em 1938, Otto Hahn e Fritz Strassmann descobriram que núcleos atômicos de urânio podiam ser divididos quando bombardeados com nêutrons, liberando uma grande quantidade de energia.

Essa descoberta foi o ponto de partida para o que viria a ser conhecido como o Projeto Manhattan.

Em 1939, Albert Einstein e outros cientistas escreveram uma carta ao presidente dos EUA, Franklin D. Roosevelt, alertando sobre a possibilidade de os nazistas estarem trabalhando em armas nucleares e sugerindo que os EUA deveriam desenvolver seu próprio programa de pesquisa atômica.

Em 1942, o governo dos EUA deu início ao Projeto Manhattan, liderado pelo físico J. Robert Oppenheimer.

O projeto tinha como objetivo desenvolver uma bomba atômica antes que a Alemanha nazista o fizesse, já que havia preocupações sobre o potencial uso da tecnologia nuclear por parte do inimigo.

O projeto envolveu milhares de cientistas, engenheiros e militares trabalhando em diversos locais, com destaque para o Laboratório Nacional de Los Alamos, no Novo México.

Três diferentes abordagens surgiram para criar uma bomba atômica: a bomba de urânio enriquecido (como a usada em Hiroshima), a bomba de plutônio (como a usada em Nagasaki) e a bomba de implosão.

Via Hyperscience

Testes

Em julho de 1945, após meses de trabalho intenso, o primeiro teste bem-sucedido de uma bomba atômica ocorreu no deserto do Novo México, com o codinome “Trinity”.

Finalmente, em 6 de agosto de 1945, os EUA lançaram a bomba atômica “Little Boy” sobre a cidade japonesa de Hiroshima. Em seguida, veio a outra bomba atômica, “Fat Man”, lançada sobre Nagasaki em 9 de agosto.

Esses ataques resultaram na rendição incondicional do Japão, encerrando a Segunda Guerra Mundial. No entanto, as bombas atômicas causaram destruição maciça e perda de vidas em escala nunca antes vista.

O uso dessas armas levantou questões éticas e morais, gerando debates até os dias de hoje sobre o emprego da energia nuclear para fins bélicos.

A invenção da bomba atômica também marcou o início da corrida armamentista nuclear durante a Guerra Fria, com os EUA e a União Soviética se tornando as duas principais potências nucleares do mundo e mantendo um equilíbrio instável de poder durante décadas.

 

Fonte: Hyperscience

Imagens: Hyperscience, Hyperscience, Hyperscience, Hyperscience

Por que os Estados Unidos não param de falar sobre OVNIs?

Previous article

PM flagra homem dirigindo Gol em cadeira de praia no Paraná

Next article

Comments

Comments are closed.