Conheça 7 ideias medonhas que jamais deveriam ter saído do papel

POR Thamyris Fernandes    EM Ciência e Tecnologia      27/09/14 às 00h54

Ideias boas sempre foram muito bem-vindas em nosso dia-a-dia, especialmente se tiverem o objetivo de facilitar nossa vida de alguma coisa, não é mesmo? Mas, mesmo que o ser humano seja um bicho super esperto e bem intencionado, a verdade é que muito invento por aí já foi totalmente dispensável.

Há casos , inclusive, que é possível ser perguntar porque alguém dedicou tempo, trabalho e dinheiro para tirar geringonças tão dispensáveis do papel! (Clique aqui para ver outros inventos inúteis, mas extremamente engraçados, que marcaram o século 20).

Acha que estamos exagerando? Então confira a lista abaixo com 7 dessas invenções medonhas e sem função e tire suas próprias conclusões:

1. Nintendo Virtual Boy

1

Portátil, mas que precisa de uma mesa para se jogar. Por aí você já começa a entender porque esse video game de Nintendo não alcançou mais que o fracasso.

Além da aparência bizarra, o aparelho possuía duas telas no formato de um óculos apoiado sobre um tripé, gráficos 3D, um visor que apresentava apenas duas cores (vermelho e preto) e um número limitadíssimo de jogos. Quer mais motivos porque essa geringonça jamais deveria ter sido feita?

8

O aparelho ainda causava dores de cabeça! A própria Nintendo recomendava descanso a cada 15 ou 30 minutos de uso, para evitar crises de enxaquecas. E, somado a isso tudo, havia o risco do invento atrapalhar na formação dos olhos, o que restringia seu uso a pessoas com mais de 7 anos de idade.

Agora, sabe porque quase não se ouve falar nesse fiasco de invenção? Porque a Nintendo só esperou o fim do estoque para fingir que o produto nunca existiu!

2. Nova Coca

2

Ninguém sabe dizer o porquê, mas em 1985, os responsáveis pela Coca-Cola acharam que seria legal lançar uma nova versão da bebida, naquela época tão consagrada como já é hoje. Apesar de tudo no produto estar dentro dos conformes, quando a versão renovada do refrigerante foi lançada, o fiasco foi total!

Os amantes da bebida fizeram reclamações por telefonemas e chegaram a enviar cartas à empresa (naquela época não tinha essas opções facilitadas de contato por meio da internet), até que alguém desconfiou e acabou desistindo da empreitada. Isso motivou a volta quase instantânea à antiga fórmula da Coca-Cola, apenas três meses depois do lançamento do novo sabor.

Mas como as pessoas ainda estavam com medo de estar comprando a versão mexida da bebida, o pessoal da empresa ainda precisou acrescentar a palavra "classic" às embalagens. Isso assegurou que as vendas do produto voltassem ao ritmo normal.

3. CueCat

3

Essa coisa estranha que você vê na foto era um leitor de códigos especiais, que as pessoas recebiam de graça em casa. Então, quando ele era encostado no código de algum produto, o usuário era direcionado a uma página da web sem precisar digitar nenhum endereço. Essa foi, claro, uma tentativa (inútil) de dar adeus ao uso do teclado, pelo menos na hora de escrever www.nomedosite.com.

Para quem não se recorda, o CueCat foi lançado em 1999, e não tinha outra função a não ser a descrita acima, para que o consumidor tivesse acesso a informações sobre produtos. Essa espécie de escaner era enviada para usuários junto com assinaturas de jornais e revistas, para que então a pessoa o conectasse (por um cabo USB) no computador e instalesse seu software.

Mas, além de ter sido um fracasso comercial, o produto ainda foi envolvido em polêmicas sérias. Isso porque, aparentemente, ele armazenava e compartilhava dados dos usuários sem que eles soubessem. Foi então que CueCat saiu de linha, definitivamente, em 2001.

4. Cadeira Havaí Hula

4

Se, há algumas décadas atrás, você não tivesse tempo para cuidar do corpo, poderia, simplesmente, adquirir sua própria cadeira Havaí Hula. Os fabricantes da geringonça afirmavam que, com o produto, você poderia aproveitar o tempo do trabalho para se exercitar. Isso porque a cadeira contava com um assento móvel, que permitia treinar o "gingado" e queimar calorias, sem precisar deixar o trabalho!

Claro que esse negócio não teve uma vida muito longa, porque as pessoas não conseguiam se concentrar rebolando. Além disso, o preço do tal artigo era caro, em torno de 250 dólares.

5. Máscara Facial Elétrica Rejuvenique

5

Feita de plástico, com 26 pontos de contato banhados a ouro, essa máscara sinistra prometia manter a aparência saudável da pele, além de rejuvenescer o rosto, claro. A vantagem nesse troço feio era que ele se adaptava a qualquer rosto e podia ser usada por homens e mulheres, de qualquer tamanho ou idade. Além disso, a bateria de 9 volts já vinha incluída.

Mas, fora isso, bom... não sobrava muita coisa boa para falar do produto. Até mesmo porque não dava para comprovar seus "incríveis resultados".

6. Camisinha para os dedos

6

Sim, essa era uma espécie de camisinhas para os dedos, também chamada de "phone fingers". Essas coisinhas consistiam em capas de látex criadas para ajudar a manter a tela do aparelho celular sem marcas de dedo.

Inútil? Até que perto de outras coisas dessa lista essa não é uma invenção tão bizarra assim, não é mesmo?

Difícil mesmo era acertar o tamanho dos dedos. Mas, para não comprar o produto às cegas, o interessado só precisava imprimir o modelo que a empresa tem no site e tirar a prova. Viu aí?

7. Comfort Wipe

7

Por acaso você tem noção da função que esse aparelho tinha? Bom, não se assuste, mas parece que ele foi inventado para "melhorar" a experiência de se limpar! Para cumprir essa promessa, o produto que consistia, basicamente, em uma haste; funcionava como uma extensão de nossos braços e dispensava o contato direto com a superfície do papel.

Mas, antecipando o fracasso, o produto foi descontinuado em 2009! Sim, uma coisa inútil e bem recente! Dizem que ele nem chegou a ser inserido no mercado.

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+