Conheça os 6 piores experimentos humanos

POR Rafael Miranda    EM Curiosidades      24/03/15 às 17h37

Todo mundo sabe que os avanços científicos são positivos para muitos de nossos problemas e ajudam, especialmente, a encontrar curas para doenças que ameaçam a integridade humana, além de proporcionar buscas por melhorias tecnológicas. Mas, há ainda um segundo lado da moeda que a gente não costuma refletir.

Isso porque, da mesma forma que a ciência é usada para o bem, ela pode, e já foi inúmeras vezes, usada para o mal. Exemplo disso são alguns experimentos médicos que listamos abaixo e que deixaram o mundo inteiro com a respiração suspensa, em completo estado de choque.

O estudo Tuskegee

1

De 1932 a 1972 o Serviço de Saúde Pública dos Estados Unidos da América realizou uma pesquisa, cujo projeto escrito nunca foi localizado, que envolveu 600 homens negros, sendo 399 com sífilis e 201 sem a doença, da cidade de Macon, no estado do Alabama. O objetivo do Estudo Tuskegee, nome do centro de saúde onde foi realizado, era observar a evolução da doença, livre de tratamento.

O experimento da sífilis na Guatemala

6

Entre 1946 e 1948 os Estados Unidos e a Guatemala realizaram um estudo onde infectaram propositalmente prisioneiros e pacientes com doenças mentais. Muitos deles eram forçados a terem relações com pessoas infectadas ou tinha suas peles cortadas onde era colocado as bactérias. Os doentes receberam penicilina no tratamento.

Experimentos em escravos

2

J. Marion Sims, considerado o pai da ginecologia utilizava escravas para realizar seus experimentos cirúrgicos. Ele tratava de fístula vesico-vaginal através de procedimentos cirúrgicos e dolorosos. Ele realizava os procedimentos sem anestesia.

Estudo monstro

3

Para tentar provar que a gagueira era um comportamento aprendido, a Universidade de Iowa induziu crianças órfãs a acreditarem que elas sofriam com o distúrbio. O estudo foi chamado de "Estudo Monstro". O experimento não induziu ninguém a ficar gago e a universidade foi processada em R$1.558.240.

Experimentos Japoneses

5

Os médicos e cientistas japoneses fizeram alguns estudos monstruosos em civis durante as décadas de 30 e 40. O principal alvo eram chineses. O número de mortes é desconhecido mas pode chegar a 200.000. Transmissão de cólera, febre tifóide, queimaduras ocasionadas por gelo, testes com gases venenos e dissecamento de pessoas vivas são algumas das atrocidades que foram descobertas.

 Experimentos Nazistas

4

Como já dissemos aqui na Fatos Desconhecidos, os experimentos nazistas são os mais conhecidos. Foram orquestrados diversos experimentos com o auxílio do governo em que teste de congelamento, aquecimento, pressão, fome, injeções químicas, radiação, testes cirúrgicos e disseminação de doenças estavam na lista dos experimentos nazistas.

 

 

 

Rafael Miranda
Jornalista viciado em memes e amante da cultura pop.

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+