Curiosidades

Deficiente físico e mudo tenta assaltar relojoaria com arma nos pés

0

Nesta segunda-feira (25/05), um assalto chamou a atenção pela forma que foi realizado. Em Canela, na serra gaúcha, um jovem cadeirante tentou assaltar uma relojoaria com uma arma nos pés. Contudo, a arma não era de verdade e sim, de plástico.

Segundo a Polícia Civil, o homem que não possui o movimento das mãos também era mudo. Por isso, ao chegar no estabelecimento, ele entregou um bilhete onde ordenava que o proprietário não chamasse a atenção e entregasse “tudo”. Além da arma de brinquedo, ele também tinha uma faca enrolada na cadeira de rodas.

Ele vai responder por tentativa de roubo

https://youtu.be/9m3S6iWW7hA

Logo que o assalto foi anunciado, um funcionário da loja avisou a polícia. Assim, ao chegar no local, os policiais conduziram o jovem para registro da ocorrência. Com a ajuda de um familiar, ele prestou depoimento e foi liberado em seguida.

De acordo com o delegado Vladimir Medeiros, a Polícia Civil vai investigar o caso, uma vez que a circunstâncias da tentativa de assalto precisam ser aprofundadas. “Há de se considerar que, dados os elementos inicialmente trazidos à Delegacia de Polícia, possivelmente seria um crime impossível de ser consumado, especialmente se considerada a condição física do investigado, inclusive em razão da impossibilidade de fuga”, afirma o delegado.

Ainda segundo a Polícia Civil, o jovem não possui antecedentes criminais. Com isso, ele deve responder em breve por tentativa de roubo. Também vale lembrar que o jovem tem um irmão gêmeo, sem deficiência física, que está preso por um assassinato e uma tentativa de homicídio. Esse irmão está atualmente cumprindo pena no presídio de Canela. “O rapaz veio com a cadeira elétrica e ficou no canto. Uma cliente colocou R$ 5 no bolso dele antes de ir embora. A gente pensou que ele queria doações. Eu também fiquei com pena e dei dinheiro”, relatou um funcionário da loja.

Segundo o funcionário, o jovem esperou que todos os clientes saíssem da loja para executar o plano. Assim, depois de 10 minutos, ele pôde entregar um arrancada de um caderno onde estava escrito: “passa tudo. Não chama atenção”. Ao ver a cena, o comerciante achou que se tratava de uma brincadeira. No entanto, “depois ele puxou a arma com os pés. Aquela pistola parecia de verdade. Um rapaz ali atrás viu e ligou para o 190”, afirmou o funcionário.

Como ele deve responder pela tentativa de roubo?

Na maioria das vez, não se consegue perceber a diferença entre uma arma de brinquedo e uma arma de verdade. Entretanto, perante a justiça, essa diferença é considerável. Caso uma pessoa seja pega com uma arma de brinquedo, ela irá responder apenas pelo roubo. Isso porque, porta uma arma de brinquedo não é crime. Ou seja, sendo pego dessa forma não será necessário responder por porte de arma.

Em outras palavras, uma pessoa presa por roubo poderá receber uma pena de reclusão de quatro a 10 anos, mais multa. No entanto, caso ainda se tenha o porte de arma sem autorização, além de quatro a 10 anos, terá ainda um acréscimo, de um terço até metade da pena, podendo ser preso de seis a 15 anos.

Imagens incríveis mostram o nascimento de um planeta a 520 anos-luz da Terra

Matéria anterior

7 músicos que quase entraram para o Clube dos 27

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos