• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

E se você pudesse virar uma árvore depois de morto? Acredite, é possível!

POR Rafael Miranda    EM Ciência e Tecnologia      10/03/15 às 14h53

A morte é algo que não podemos escapar. Os designer italianos italianos Anna Citelli e Raoul Bretzel, pensando em um modo sustentável de preservar o meio ambiente e de certa forma deixa um legado após a morte criaram o projeto chamado "The Capsula Mundi".

O projeto é o seguinte: depois que a pessoa morrer, seu corpo é colocado em posição fetal numa espécie de "cápsula orgânica" feita de amido plástico e essa cápsula é enterrada no chão. Sob essa cápsula é plantada uma muda de arvore ou semente que vai se alimentar da matéria orgânica (você) e se desenvolver.

A ideia é transformar os cemitérios tradicionais nas chamadas "Florestas de Memórias", criando um caminho ecologicamente sustentável. No lugar de derrubar uma árvore para fazer um caixão, você seria a árvore. Você pode escolher qual árvore será na posteridade.

De acordo com o site do projeto, "Parentes e amigos podem cuidar das árvores após a morte do indivíduo e podem acompanhar o seu crescimento. O cemitério irá assumir um novo visual, não mais a arquitetura de sobreposição espacial máxima. Será um local com diferentes espécies de árvores e formará uma floresta. Um novo local dedicado ao culto dos antepassados: um bosque sagrado".

O projeto ainda não foi colocado em prática devido às leis italianas relacionadas ao enterro. Os artistas italianos estão lutando para que haja uma alteração na lei para que eles possam iniciar o projeto. Confira abaixo as fotos do projeto Capsula Mundi:

21 22 23 24 25 26 27

28 29

 

Próxima Matéria
Rafael Miranda
Criando forças para segurar o forninho de cada dia. Instagram: @rafaelmiranda17
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+