Ciência e Tecnologia

Entenda o que é a ‘luz azul’ que está acabando com seus olhos

0

O Brasil tem cerca de 120 milhões de usuários de internet, sendo o quarto maior volume do mundo. No ano de 2016 nós fomos considerados o segundo país que mais usa o WhatsApp, ficando atrás apenas da África do Sul. Não é segredo nenhum que o Brasil, além do celular, faz grande uso dos computadores.

Mas será que existem algum malefício em fazer uso desses aparelhos digitais? Infelizmente o vício de tais dispositivos digitais está atrelado a vários problemas, como ansiedade e depressão. Mas vai além disso, pois os aparelhos podem trazer sérios problemas à saúde dos nossos olhos.

Como? A gente explica com detalhes para vocês.

Os perigos da “luz azul”

Um estudo publicado no periódico científico Nature diz que a luz azul, que é emitida por dispositivos, pode acelerar o processo de degeneração da nossa visão. A pesquisa foi feita por especialistas da Universidade de Toledo, em Ohio, nos Estados Unidos.

Eles resolveram estudar como a exposição de curto e longo prazo à luz azul pode danificar as células dos nossos olhos. Mas afinal, o que diabos é essa luz azul?

Essa luz é definida cientificamente como uma onda curta de 445 nanômetros de alta intensidade emitida por telas digitais, como em celulares, tablets e computadores. De acordo com uma pesquisa da Nielsen de 2016, um norte americano passa aproximadamente 11 horas por dia em frente a algum tipo de tela.

Você que está lendo essa matéria, por exemplo, também tem os olhos expostos à luz azul. Para realizar tal estudo, os estudiosos analisaram o que acontecia com às células dos olhos quando exposta a essa luz. Eles imitaram, em teoria, o que acontece quando olhamos para telas digitais.

O resultado? Eles perceberam que as ondas de alta intensidade podem provocar reações químicas nas moléculas retinianas. Isso faz com que a retina oxide e crie “espécies químicas tóxicas”.

Feito isso, a retina mata as células fotorreceptoras que não voltam a crescer depois de serem danificadas. A pesquisa diz que a luz azul pode matar as células fotorreceptoras em quantidade suficiente para gerar uma degeneração macular, uma doença incurável que embaça ou elimina a visão por completo.

A situação pode se agravar quando olhamos para a tela digital no escuro. Ajith Karunarathne, professor de Química e autor do estudo, declarou o seguinte: “Isso pode realmente intensificar a luz emitida pelos dispositivos. Quando pegamos uma lente de aumento e miramos para o sol, podemos ver a luz se intensificando no ponto focal. É possível queimar alguma coisa”.

Felizmente já existem algumas empresas que estão apresentando alternativas para escapar dos riscos da luz azul. A Apple, por exemplo, permite que seus usuários configurem o “turno da noite” nos celulares.

Mas e você, sabia dos perigos das telas digitais? Comente!

7 histórias aleatórias que você não deveria ler de noite

Matéria anterior

Durante 25 anos, mulher dormia com maquiagem nos olhos. O resultado vai te chocar

Próxima matéria

Comentários

Comentários não são permitidos