Existem no mundo diversas mulheres que são mães solteiras e precisam se dividir para conseguir conciliar todas as tarefas do dia a dia. O filho, com certeza vai estar sempre em primeiro lugar, mas ainda assim, há muitas outras coisas que exigem certo esforço, principalmente quando ainda se é estudante.

Bom, acontece que a norte americana Morgan King sofria exatamente com esse problema. Ela é uma das milhares de mães solteiras que existem no mundo, e sempre sofria com o dilema de como cuidar da filha e ao mesmo ter que se dedicar aos estudos e ao trabalho. Ela estuda durante o dia e, de noite, trabalha em um restaurante.

Publicidade
continue a leitura

Estudante da Universidade do Tennessee, se deparou com a complicada situação de precisar faltar uma de suas aulas. Preocupada, mandou um e-mail para sua professora, Sally Hunter, avisando que não poderia ir porque teria que ficar cuidando de sua filhinha, Korbyn. Ainda se lamentou por sua ausência.

O que a jovem não esperava era que a professora reagiria de maneira tão natural e amiga. Como resposta, ela recebeu de volta um e-mail dizendo que estava tudo bem e que não precisava se preocupar, pois a situação era perfeitamente compreensível. Poderia ainda fazer as atividades passadas naquela aula, em outro dia.

A surpresa maior foi ao ler que quando não tivesse com quem deixar a pequena, poderia levá-la para a aula sem problema nenhum, pois ela faria questão de ficar cuidando de Korbyn enquanto a mãe fizesse as anotações que precisasse.

Publicidade
continue a leitura

A verdade é que não é incomum que as mães levem seus filhos para a aula, pelo contrário, é uma situação normal. A questão é que, principalmente quando se trata de um bebê, ou uma criança mais nova, tanto os colegas de classe quanto os próprios professores criam certa rejeição pela situação, com a desculpa de que isso acaba atrapalhando não só a concentração da mãe, mas a de todos ali presentes.

E é por isso que a reação da professora de Morgan surpreendeu tanto... Foi a melhor possível, e ainda confortou a jovem, mostrando que sua filhinha seria bem vinda e bem cuidada.

Publicidade
continue a leitura

A jovem postou a resposta de sua professora no twitter, e rapidamente viralizou. Acabou conquistando muita gente, e o engajamento com a história foi incrível. Seria bom se existissem no mundo, mais pessoas como Sally Hunter.

E então pessoal, o que acharam? Conhecem algum caso parecido? Diz aí pra gente!

Publicado em: 30/06/17 18h25