• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE

Essa nova tecnologia "filtra" a mesma quantidade de ar que uma pequena floresta

POR Natália Pereira    EM Inovação      20/03/18 às 18h59

As florestas, por mais que sejam desprezadas, são extremamente importantes para a sobrevivência humana, assim como a de todos os outros seres vivos da Terra. Um dos pré-requisitos básicos para manter a humanidade é a respiração celular. E, como você já deve saber, para que isso aconteça nós precisamos de oxigênio. Acontece que grande parte do oxigênio presente na atmosfera só existe por causa da fotossíntese.

As árvores, assim como as plantas, são responsáveis pelo processo de fotossíntese. Ou seja, a partir do momento que elas estão em risco, consequentemente, a nossa sobrevivência também está. O desmatamento e a falta de recursos naturais nas cidades tem dificultado esse processo e, para solucionar esse problema, e filtrar a poluição do ar, um novo equipamento, conhecido como CityTree, tem sido desenvolvido.

O problema

O novo equipamento foi desenvolvido com a intenção de filtrar a poluição do ar presente nas cidades. A solução deste problema tem se tornado cada vez mais importante já que, de acordo com uma estimativa da Organização Mundial de Saúde, 7 milhões de pessoas morrem prematuramente devido a poluição do ar. Além disso, os moradores de Pequim simplesmente não conseguem respirar em alguns dias. Isso faz com que 1 milhão de chineses morra antes do tempo, devido este fator.

Os números apresentados mostram a importância de se encontrar uma solução para o problema. E, apesar de ainda não estar disposta em muitos locais devido o seu valor, a CityTree pode ajudar nesse ponto de forma significativa.

O que é o CityTree?

Existem diversos bancos espalhados pela cidade e a sua função principal parece bem óbvia, fazer com que as pessoas possam se sentar e descansar. Mas, e se te dissermos que ele pode ter uma nova função, muito mais ecológica? Parece realmente interessante, não acha? A proposta, e o desenvolvimento da CityTree, foi desenvolvido pela Green City Solutions. E, na verdade, tudo consiste em um banco acoplado a um jardim vertical, com uma capacidade incrível.

O jardim vertical é formado por 1682 vasos com musgo, com uma altura de 13 metros. E, a filtração das partículas, responsável por remover fuligens, sujeiras e demais poluentes do ar, acontece por meio da absorção do CO2. Fazendo com que, durante um ano, a CityTree seja capaz de filtrar 240 toneladas de CO2. Absorvendo tantos poluentes quanto uma floresta pequena com 275 árvores.

Instalações

O projeto pretende, no futuro, se instalar em diversas cidades ao redor do mundo. Mas, por mais que esse seja o objetivo, o seu custo ainda é alto e pouco acessível, chegando a US$ 27.000. Ainda assim, algumas cidades já aderiram essa tecnologia revolucionária e tem feito com que a sua ideia se espalhe. O CityTree pode ser encontrado em cidades da Europa e da Ásia, em Berlim, Oslo, Paris, Amsterdã, Bruxelas, Drammen, Newcastle e Hong Kong. E, recentemente, Londres acabou entrando para a lista.

Além de ajudarem significativamente na filtração do oxigênio, o CityTree também é conectado com a internet. Isso permite que ele forneça dados importantes sobre a poluição, temperatura e dados da umidade do solo, tudo online. Esses pontos adicionais fazem com que a nova tecnologia se torne ainda mais importante e interessante. E, apesar de ter um custo alto, ela pode acabar sendo instalada em mais locais no futuro. Esperamos que essa iniciativa consiga ajudar realmente a filtração do oxigênio, além de conscientizar as pessoas a respeito do assunto. O que acharam do CityTree?

Próxima Matéria
Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+