Natureza

Estudo desvenda por que jatos de xixi de gato cheiram muito mal

0

Se você tem um pet felino, pode estar familiarizado com o odor do xixi de gato, que é forte e marcante.

Mesmo nas caixinhas, um odor penetrante acaba ficando impregnado em certos cômodos da casa, especialmente em batentes de portas, cortinas e janelas.

Esse odor é resultado de um comportamento típico dos gatos, conhecido como pulverização, onde eles liberam pequenos jatos de urina para demarcar seu território.

No entanto, os pesquisadores procuraram entender o que levava a isso, e quais os componentes que deixavam esse odor tão forte no xixi de gato.

E por ser mais notável do que a urina depositada nas caixas de areia, uma equipe de analistas japoneses quiseram investigar as razões por trás do odor distinto presente na urina pulverizada, em contraste com a não pulverizada.

Os resultados foram detalhados em um artigo publicado no Journal of Chemical Ecology, nesta quarta-feira (10).

Via Freepik

Estudo

Os pesquisadores iniciaram comparando a composição química da urina pulverizada, urina normal e urina da bexiga, coletada utilizando cateteres ureterais.

As análises iniciais já mostraram que a urina pulverizada provém diretamente da bexiga, sem a adição de produtos químicos provenientes de outras glândulas secretoras.

Durante uma investigação mais detalhada, a equipe começou a observar como o odor aderia à superfície interna das seringas plásticas usadas no experimento.

Reiko Uenoyama, da Universidade de Iwate, no Japão, e autora principal do artigo, explicou: “Geralmente, a molhabilidade de um líquido aumenta à medida que a tensão superficial diminui”, conforme comunicado.

A molhabilidade se refere à capacidade de um líquido em fazer contato com uma superfície sólida. Por outro lado, a tensão superficial é uma propriedade física que faz com que a água se comporte como uma membrana.

Assim, com base nesse entendimento, eles formularam a hipótese de que a alta concentração de calixina no xixi de gato pode reduzir sua tensão superficial, aumentando a emissão de compostos voláteis urinários sobre a grande área de superfície vertical coberta pela urina.

A teoria foi confirmada por meio da comparação da molhabilidade de duas amostras de urina: uma com níveis mais elevados de calixina, proveniente diretamente da bexiga, e outra contendo albumina, uma proteína essencial presente no sangue de mamíferos.

Assim, os pesquisadores demonstraram que o odor forte da urina pulverizada é causado pela calixina, que adere mais fortemente a superfícies verticais e aumenta a emissão de compostos químicos voláteis urinários.

Essas descobertas podem ter implicações importantes no desenvolvimento de produtos para mascarar o odor.

Como evitar o cheiro do xixi de gato

Via Freepik

Enquanto pesquisadores descobrem mais sobre os elementos da urina para desenvolver produtos mais inovadores, você, dono de felino, pode tomar algumas providências para evitar o cheiro do xixi de gato.

Conforme descrito na pesquisa, o odor mais proeminente vem da urina usada para marcar território, e não a da caixinha de areia.

Nesse caso, certifique-se de castrar o seu pet, especialmente machos. Esse procedimento diminui a produção de hormônios nos testículos, reduzindo também os instintos competitivos, principalmente ao conviver com outros pets machos.

Além disso, procure investir em bons produtos para o seu felino, como areias certificadas, preferencialmente em grãos finos, não grandes. A capacidade de absorção melhora, e mesmo a urina com albumina, que não fede tanto, poderá ficar mascarada pela terra.

Por fim, se o cheiro do xixi do gato ficar muito ruim, principalmente aquele para marcar territórios, utilize produtos de limpeza e adestramento. Diversos sprays e desinfetantes para pets removem esses químicos da urina, reduzindo o cheiro, e ajudam a guiar o gato para fazer xixi no lugar certo.

Ter um ambiente tranquilo, com felinos que se dão bem, ajuda a diminuir a competitividade e agressividade. Assim, você e seus gatinhos terão um lugar limpo e sem urina fora da caixinha.

 

Fonte: Revista Galileu

Imagens: Freepik, Freepik, Freepik

Estudo vê diferenças no cérebro de homens e mulheres

Artigo anterior

Trailer de Coringa 2 é o mais visto da Warner desde Barbie

Próximo artigo