• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Estudo diz que nosso universo seria uma bolha de expansão em outra dimensão, entenda

POR Bruno Dias    EM Curiosidades      07/01/19 às 18h39

A explicação de como surgimos e de como funciona o universo é sempre buscada por aqueles que estudam essa questão. A nova explicação, sugerida por estudiosos, é a de que o universo está em constante expansão porque podemos estar vivendo em uma "bolha" entre outras cinco dimensões.

O universo que conhecemos tem quatro dimensões, as três do espaço que são para cima, para baixo, esquerda e direita e para trás e para frente, além de uma dimensão do tempo. Mas os físicos da Universidade de Uppsala, na Suécia, sugeriram que talvez haja outros tipos de espaço que são cinco dimensões. E desses, dois se juntam formando uma bolha de expansão.

"Todo o Universo está acomodado no limite desta bolha em expansão. É concebível que haja mais bolhas do que a nossa, correspondendo a outros universos", explica um comunicado de imprensa da universidade.

Essa ideia pode parecer um pouco louca, mas ela pode explicar uma coisa importante que é o que acontece com a energia escura, que é a força responsável pela constante expansão do universo.
Pesquisadores já tentaram, por muito tempo, resolver essa questão usando a teoria das cordas, mas não foram bem sucedidos. Essa teoria surgiu para adicionar dimensões à relatividade geral, dizendo que as propriedades da matéria, como carga e spin, são consequência de múltiplas dimensões de cordas unidimensionais. Mas o problema é que essa teoria está incompatível com o que é observado no universo.

Teoria

Os pesquisadores suecos criaram uma solução que é baseada em uma ideia que surgiu há 20 anos. Dois físicos teóricos americanos, Lisa Randall e Raman Sundrum, propuseram alternativas para os modelos do universo se baseando em tipo de espaços 5D juntos, em um ponto chamado branes. Isso foi feito por eles para resolver o problema do porquê a gravidade é uma força mais fraca do que as outras.

Existe também um espaço que é chamado de anti-de Sitter que, ao contrário do nosso, não é dominado pela energia escura e tem o tipo certo de energia negativa. Se colarmos dois desses espaços 5D anti-de Sitter, os físicos propuseram diferentes branes que poderiam ajudar a explicar diferentes forças.

Eles usaram o mesmo tipo de espaços para descrever o nosso universo 4D em expansão. E a teoria das cordas entra nisso com elas sendo os feixes de luz que estão expandindo para fora da dimensão extra para o nosso universo. "Toda a matéria existente no Universo corresponde às extremidades das cordas que se estendem para a dimensão extra", explica o comunicado.

Ideias

E, ao contrário dos modelos existentes das cordas, esse descreve algo como uma bolha crescente como um espaço 5D dentro e fora. É pouco provável que eles tenham conseguido explicar em uma única tentativa. Mas a física tem que lançar ideias interessantes que funcionem no papel, para que depois seja lançada na realidade.

Próxima Matéria
Bruno Dias
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+