Família demorou 2 anos para perceber que seu cachorro de estimação não era um cachorro

POR Natália Pereira    EM Curiosidades      18/05/18 às 13h44

Ter um animal de estimação é algo extremamente comum, independente do país em que você esteja. Mas, você acha que é capaz de diferenciar certos animais quando estes são bem pequenos? Talvez isso não seja tão fácil quanto parece. Afinal, essa família acabou demorando 2 anos até perceber que o "cachorro" da família não era realmente um cão. Intrigante pensar que isso seja possível mas, acredite, isso realmente aconteceu.

Agora, pensando um pouco mais sobre isso, que tipo de animal poderia ser confundido com um cão? Um lobo? Um urso? Bom, se você chutou a segunda opção então você, incrivelmente, acertou. A família que cuidou do animal mora na China e o adotou em 2016, quando esse ainda era apenas um filhote. Eles afirmaram que a confusão aconteceu porque eles acreditavam que ele era um Mastim tibetano - uma espécie de cachorro realmente grande e peluda.

As suspeitas sobre o "cachorro"

A família, que mora em uma aldeia chinesa próxima a cidade de Kunming, na província de Yunnan, teria comprado o animal durante suas férias em 2016. Ele foi levado para casa por Su Yun, que afirmou acreditar que o animal era um cão de uma raça chamada Mastim tibetano. A confusão teria se dado pelo tamanho avantajado dessa espécie de cachorro e por está ser extremamente peluda. Mas, ainda assim, algumas suspeitas começaram a aparecer.

Ainda que eles só tenham chegado a conclusão de que ele era, na verdade, um urso depois de 2 anos, alguns indícios acabaram levantando suspeitas. Yun disse em uma entrevista que o animal chegava a comer uma caixa de fruta e dois baldes de macarrão todos os dias. Além disso, ele acabou se transformando em um grande urso de 113 quilos. E, no momento em que caiu a ficha, chamaram ajuda.

O resgate

Assim que a família percebeu o erro, eles chamara ajuda e o animal foi levado para o Centro de Resgate de Vida Silvestre de Yunnan. Aparentemente, quando os funcionários chegaram na casa para levá-lo eles acabaram se assustando com o tamanho do animal, que chegava a ter 1 metro de altura, e usaram sedativos para levá-lo. Mais tarde ele acabou sendo classificado como um Urso-negro-asiático. As autoridades afirmaram que esta é uma espécie com risco de extinção e que chegava a custar milhares de libras no mercado negro.

Em sua defesa, a família afirmou que não foi a única a confundi-lo com um cão. De acordo com eles, visitantes que iam até a sua casa também o tratavam da mesma forma. Além disso, um outro caso parecido teria acontecido em março e acabou sendo relatado pela mídia local. Um homem, chamado Yunnan, teria cuidado de um urso depois de encontra-lo na floresta e pensado que se tratava de um cachorro. Ele acabou mantendo o "cão" em uma gaiola.

Difícil imaginar que uma pessoa possa ter se enganado de tal forma quanto a um animal, não acha? Acredita que poderia cometer o mesmo erra? Ainda assim é incrível ver como eles conseguiram cuidar do urso durante 2 anos sem incidentes.

Natália Pereira
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+