Fantástico: 15 cores que quase ninguém conhece

POR Thamyris Fernandes    EM Curiosidades      15/10/14 às 20h07

Todo mundo sabe que existem muito mais cores além das que aparecem no arco-íris. Isso, aliás, fica muito óbvio em nosso dia-a-dia, quando nos deparamos com as mais diversas tonalidades em todos os lugares para onde olhamos. (Clique para ler também: Como os daltônicos enxergam as cores?)

Além disso, a gente também sabe também que as cores não são estáticas e, misturando uma com as outras, novos tons surgem como em um passe de mágica! Mas, mesmo assim, nem os mais curiosos sobre o assunto costumam conhecer todas as variedades de cores existentes.

Nós, por exemplo, separamos hoje alguns tons que, com certeza, você nunca viu por aí ou, no mínimo, não sabia que tinham um nome próprio. Veja a lista:

1. Australien

1

O primeiro registro sobre essa cor apareceu em 1897, em um guia americano de decoração. O tom, na verdade, é inspirado na cor de ferrugem das rochas e desertos do interior da Austrália. Isso, aliás, foi o que mais inspirou seu nome, que foi muito usado por costureiras e casas de moda no final da era vitoriana para descrever uma cor alaranjada profunda.

2. Âmbar-bastardo

2

Esse é o nome de um refletor utilizado nas produções de filmes para produzir um brilho de tom rosado nas cenas. Esse objeto, inclusive, é usado muitas vezes usado para recriar a luz do sol e para dar a a sensação de que está amanhecendo ou anoitecendo.

3. Pescoço de Marreco

3

Claro que não se trata exatamente de um marreco. O bicho que deu origem à cor é o pato-real, do sexo masculino, muito encontrado na América do Norte, na Europa e na Ásia. Isso porque a cabeça e o pescoço desses bichos contam com um tom verde-garrafa, que deu origem ao nome do corante verde Drake"s Neck (Pescoço de Marreco, em português), muito usado no século 18.

4. Drunk-Tank Pink

4

Esse se trata de um tom rosa claro, que supostamente tem efeitos no temperamento humano. Muitos estudos apontam a cor como "calmante". Aliás, ela é muito usada em prisões para ajudar a manter os presos sob controle.

5. Falu

5

Falun é uma pequena cidade sueca, que desde os século 16, conta com suas construções pintados de uma cor vermelho-ferrugem profunda, que recebeu o nome de falu, obtida a partir dos resíduos ricos em ferro que sobraram das minas.

6. Gingerline

6

Originada da palavra "amarelo" em italiano (giallo), desde o seculo 17 esse é o nome dado a um amarelo-alaranjado bem peculiar. A cor, aliás, faz referência a fruta nagamis - que parece pequenas laranjas - quando está madura.

7. Incarnadine

7

Embora seja mais conhecido como cor de carne, Shakespeare a utilizou para descrever o tom vermelho-sangue na peça Macbeth.

8. Labrador

labrador

Claro que a tonalidade não faz referência à famosa raça de cães. A cor, na verdade, foi baseada no mineral labradorita, que tem esse tom turquesa.

9. Nattier

9

Esse foi um tom de azul muito profundo, criado por Jean-Marc Nattier (1685-1766), um artista francês conhecido por uma série de pinturas de mulheres da corte de Luís XV da França. Embora essa cor apareça em muitas de suas pinturas, é na Dama de Azul que ela é mais abundante. O quadro, aliás, retrata a condessa de Tillières (1750).

10. Pervenche

pervenche

Essa é uma palavra francesa que se refere à planta pervinca. A cor, aliás, é inspirada em suas flores, que exibem tonalidades azuladas e lilás. Assim, o nome passou a descrever um tom intenso de púrpura azulado.

11. Puke

11

Embora essa palavra, na língua inglesa, signifique vômito, o tom não tem nada a ver com isso. A cor, na verdade, era muito comum no século 16, na Inglaterra, e era característica de um tecido de lã de alta qualidade.

12. Sang-de-boeuf

12

Um tom de vermelho intenso que era originalmente um esmalte cerâmico, que lembrava a cor de sangue. Ele era produzido pelo aquecimento de cobre e óxido de ferro a uma temperatura muito alta. A técnica para a fabricação dessa tinta foi desenvolvida na China, antes mesmo do ano de 1200.

13. Sinoper

13

Esse era o pigmento que continha partículas de hematita, um mineral rico em ferro, responsável pela cor vermelha de ferrugem. Seu nome vem da cidade de Sinop, na costa do Mar Negro, na Turquia, de onde foi importado pela primeira vez para a Europa na Idade Média.

14. Watchet

15

O nome faz referência a um tom pálido de azul e a cidade da Vigia, na costa de Watchet, no sudoeste da Inglaterra. Esse lugar, segundo contam, é rodeado por falésias levemente azuladas.

15. Zaffre

16

Esse é um pigmento azul antigo, que era produzido pela queima de minérios de cobalto em uma fornalha. Seu nome foi inspirado na palavra latina para "safira", pedra que apresenta quase o mesmo tom da cor.

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+