Curiosidades

Fatos nojentos sobre o corpo humano

0

Você já parou para pensar no quão nojento é o corpo humano? A todo momento estamos trocando de pele, suando, produzindo óleo e muito mais. No entanto, além das coisas obviamente nojentas, o corpo humano é muito pior do que você imagina, então veja esses fatos horripilantes sobre o corpo humano.

Suor do pé

Podemos começar pela base do nosso corpo: os pés. Muitas pessoas naturalmente têm nojo de pés, causando brigas entre aqueles que deitam na cama de pé sujo e aqueles que nem querem ver um pé por perto. E, pode ser que os que têm nojo estejam certos, porque o pé não é muito agradável. 

Quem nunca sentiu o pé escorregar no chinelo ou sapato por causa do suor? A verdade é que não é pouco suor e sim dois copos inteiros! Isso mesmo, é possível suar cerca de dois copos pelos pés em um dia quente.

Dessa forma, isso acontece porque temos mais de 250 mil glândulas sudoríparas, isso só nas solas do pés. Então, em um dia ensolarado, seus pés produzem mais de 400 mililitros de suor nesse ambiente que é perfeito para bactérias. 

Pele perdida

Corpo humano pele

Reprodução

Se você acha que dois copos são muita coisa, saiba que perdemos de 18 a 23 quilos de pele durante a vida. Nossa pele se regenera constantemente e, por isso, a camada superior está limpa e elástica, já que milhões de células mortas morrem e são substituídas todos os dias.

Consegue imaginar onde essas células ficam? A maioria é presa pelas esponjas de banho, onde realizamos a maior parte da esfoliação corporal. Aliás, em uma esponja, é possível encontrar até um milhão de células mortas e bactérias.

Boca cheia de bactérias

Por falar em bactérias, a sua boca é um parque de diversões para elas. Na sua boca, totalmente comum, seguindo os protocolos básicos da higiene bucal, existem de 500 a 1000 espécies diferentes de bactérias, de 70 a 80 espécies de fungos e até alguns parasitas.

Pelos em todo canto

Além disso, também somos tão peludos quanto um chimpanzé, por incrível que pareça. Os nossos pelos são menores e mais brilhantes, mas temos o mesmo número de folículos que nossos primos primatas, ou seja, cinco milhões. Praticamente só não temos folículos dentro da boca e do nariz!

Muco

Contudo, na boca e no nariz, produzimos um litro inteiro de muco. Assim, o muco pode parecer nojento, porém é muito importante pois mantém nosso corpo úmido e limpo. Sem ele, nossos tecidos seriam secos, o que seria extremamente doloroso.

Felizmente, o muco é viscoso, reunindo e levando todo tipo de lixo que precisamos nos desfazer, como por exemplo, restos de comida, bactérias, micróbios, pólen, poeira, fungos, fumaça e todo tipo de coisa que vive no ar. 

Ácido potente

Estômago

Reprodução

Ainda no trato digestivo, temos o estômago, que é muito mais poderoso do que você imagina. O ácido clorídrico, encontrado no estômago, é muito prejudicial e pode corroer uma moeda facilmente.

Dessa forma, incrivelmente, conseguimos armazená-lo para lutar contra bactérias malignas que causam doenças. Em outro ambiente, essas bactérias poderiam se multiplicar facilmente. Mas, se o estômago não fosse coberto por uma grossa camada de muco, o ácido também seria péssimo para nós.

Fungos

Por todo o corpo, também temos fungos, que podem ficar fora de controle. Isso acontece quando o sistema imunológico está fraco, permitindo que o fungo se reproduza facilmente em lugares que não deveriam, como na pele, causando caspa e psoríase.

Se eles estão na garganta, você pode desenvolver uma dor de garganta ou até amigdalite. E, se chegar nos genitais, podem causar candidíase. Por sorte, basta manter um corpo saudável para combater os problemas que os fungos causam.

Carrapatos

Além disso, mesmo sem caspa, há milhares de pequenos carrapatos em seus folículos capilares. A demodicose é uma doença muito comum, tanto que médicos nem sabem exatamente quantos têm.

Para contrair essa doença, você só precisa encostar em alguém que tenha esses pequenos carrapatos, que são 80% das pessoas com mais de 60 anos. Felizmente, a demodicose não é uma doença grave para nós, porque os carrapatos são muito pequenos e não causam problemas sérios.

Bactéria carnívora

Existe uma bactéria carnívora dentro de nós. Diferentes tipos de bactérias podem atingir nossos corpos de diferentes formas, como um corte em um material sujo ou a ingestão de uma comida contaminada e, geralmente, conseguimos controlar e eliminar essas criaturas.

No entanto, quando falecemos, não temos mais as mesmas condições de combate, afinal, o nosso organismo para de funcionar. Então, as bactérias ficam livres para comer à vontade. Esse processo é o que chamamos de decomposição.

Trato digestivo ao contrário

Se isso te deixou com vontade de vomitar, saiba também que esse vômito pode conter excremento. Em alguns casos de obstrução intestinal, os alimentos não conseguem deixar o organismo do jeito comum, então procuram outro caminho. Eles vão do intestino grosso para o estômago e terminam o caminho pela boca. O corpo humano consegue ser bem nojento.

Famosos da TV que são grandes empresários

Artigo anterior

Rumeysa Gelgi: a mulher mais alta do mundo

Próximo artigo