Curiosidades

Fêmeas desta espécie de roedor nunca param de ter filhotes

0

O mundo animal é surpreendente, e, agora, os cientistas estudam a reprodução do rato toupeira pelado, que, surpreendentemente, nunca para de ter filhos!

O Heterocephalus glaber, também conhecido como rato toupeira pelado, é uma espécie de animal que habita tocas subterrâneas em países do leste da África, incluindo Etiópia, Quênia e Somália.

Eles têm sua aparência pouco atraente, com pele translúcida rosada e quase sem pelos. Também têm dentes protuberantes e olhos minúsculos que os tornam quase cegos, com isso, essa espécie possui características notáveis.

Entre elas, destaca-se sua longevidade, já que pode viver até 30 anos, além de continuar se reproduzindo até o final da vida, algo raro entre os mamíferos.

Via BBC

Cientistas de diferentes países, incluindo Estados Unidos e Canadá, estudaram o processo reprodutivo desses animais em laboratório. Também o compararam com outras espécies de roedores para descobrir como o rato-toupeira-pelado mantém sua fertilidade por tanto tempo.

De acordo com Miguel Brieño-Enríquez, professor assistente do Instituto de Pesquisa Magee-Womens e do Departamento de Obstetrícia, Ginecologia e Ciências Reprodutivas da Escola de Medicina da Universidade de Pittsburgh, esses animais são os mamíferos mais estranhos que existem. Isso porque eles vivem em colônias subterrâneas, não sentem dor como outros mamíferos, raramente têm câncer e apenas a rainha pode ter filhotes.

O estudo desses animais pode ajudar os cientistas a entender melhor o processo de envelhecimento e fertilidade em outras espécies, inclusive seres humanos. O artigo científico que detalha as descobertas dos pesquisadores foi publicado recentemente na revista Nature Communications.

Descoberta fantástica

O rato toupeira pelado é um animal que vive em tocas debaixo da terra, em países do leste da África, e a descoberta dessa característica é surpreendente. Foi isso que levou cientistas dos Estados Unidos e do Canadá a estudarem o processo reprodutivo desses animais em laboratório. A comparação com outros roedores também ajudou.

O objetivo é descobrir o segredo dessa fertilidade infinita e aplicá-lo para proteger a função dos ovários humanos mais tarde na vida e prolongar a fertilidade.

Os pesquisadores descobriram que as fêmeas do rato-toupeira-pelado nascem com um número muito maior de óvulos do que outras espécies de roedores e até mesmo que as mulheres.

Via Revista Galileu

Com oito dias de vida, elas já possuem cerca de 1,5 milhão de óvulos, o que representa um aumento de 95% em relação a uma rata da mesma idade. E ao contrário das ratas, as fêmeas do rato toupeira pelado não apresentam uma redução no volume de óvulos ao longo da vida.

Outra descoberta que surpreendeu os pesquisadores foi que a oogênese ocorre logo após o nascimento das fêmeas. As células precursoras de óvulos já se dividem ativamente em indivíduos de três meses de idade. O mesmo acontece nos de dez anos, sugerindo que ela possa acontecer ao longo de toda a vida.

Desafia conhecimentos

Essa descoberta desafia o dogma de quase 70 anos, que afirmava que as fêmeas de mamíferos são dotadas de um número limitado de óvulos antes ou logo após o nascimento, sem que nenhuma adição seja feita à reserva ovariana.

Para os cientistas, essa descoberta é importante porque se pudermos descobrir como as fêmeas de ratos-toupeiras-pelados são capazes de manter a fertilidade infinita. Assim, poderemos desenvolver novas metas ou técnicas de medicamentos para ajudar a saúde humana.

Embora os humanos estejam vivendo mais, a menopausa ainda acontece na mesma idade. A expectativa é que o conhecimento adquirido com o estudo do rato-toupeira-pelado possa ser usado para prolongar a fertilidade e proteger a função dos ovários em humanos mais tarde na vida.

O curioso modo de vida do rato toupeira pelado

Via Revista Galileu

Os pesquisadores estão certos quando dizem que a forma de vida do rato toupeira pelado é exótica. Além da sua aparência e reprodução, eles também têm comportamentos diferentes. Mesmo mamíferos, aproximam-se mais das abelhas do que outros conjuntos de animais.

Em suas tocas, eles vivem em coletivos que podem chegar a 300 animais no mesmo espaço Além disso, apenas uma fêmea se reproduz e os demais trabalham para prover suprimentos.

A gestação da rainha dura em torno de 70 dias. No entanto, a gravidez pode acontecer a cada dois meses, com filhotes que chegam a 30 por vez. A amamentação acontece somente durante um mês, e eles já se alimentam de coisas sólidas para sobreviver.

O rato toupeira pelado não consegue regular sua temperatura. Por isso, são conhecidos como sangue frio, e se agrupam para diminuir a perda de calor. Além disso, suas tocas são adaptadas para receber as centenas de filhotes que podem agregar durante toda a vida.

Cientistas esperam descobrir mais detalhes sobre essa espécie curiosa e desenvolver teorias que ajudem na fertilidade de outros mamíferos.

 

Fonte: Conexão Planeta

Imagens: Revista Galileu, BBC, Revista Galileu

Estrela mais distante da Via Láctea é descoberta por astrônomos

Previous article

Primeiros escultores da Europa criaram casas impressionantes há 7 mil anos

Next article

Comments

Comments are closed.