Entretenimento

Fotógrafo mostra para o mundo como é viver em depressão com fotos impactantes

0

O mundo da fotografia é uma coisa mágica e todos nós percebemos isso com a quantidade de trabalhos incríveis que nos deparamos no dia-a-dia, não é mesmo? Aqui mesmo no nosso portal nós já trouxemos inúmeras matérias sobre o assunto e cada uma delas nos deixava mais e mais apaixonado por tudo que uma câmera e a técnica do fotógrafo pode representar. Gabriel Isak é mais um desses profissionais que apresentam um trabalho incrível e recentemente conseguiu encantar a todos com seu trabalho e nos despertou o interesse em trazer para vocês que são, assim como nós, Ultra Curiosos.

O fotógrafo cresceu na Suécia, onde começou sua carreira mas atualmente vive em São Francisco, Califórnia, Estados Unidos. Ele realiza um trabalho que pode ser chamado de metáfora da própria alma e tem um grande poder de inspirar as pessoas que se deparam com ele. Ele encontrou na fotografia uma forma de expressar o seu mundo interno, os seus sentimentos como um todo, incluindo os desejos, sonhos e decepções. Suas fotografias são simples, no entanto, ricas em ideias e emoções. Seu imaginário evolve cenários surreais e melancólicos, inspirando em um mundo interior dos sonhos e da psicologia geral.

A depressão que o artista vive mostra para quem acompanha o seu trabalho o que ele quer passar e o convida para interagir com esse mundo onde as figuras solitárias conseguem simbolizar os estados inconscientes. Deixaremos com vocês então algumas dessas obras incríveis criadas por ele e convidamos a refletir um pouco sobre, sabendo o quão impactante elas possam ser. Sem mais delongas, confiram conosco e viagem nesse vasto universo de uma pessoa só (de fato).

#1

#2

#3

#4

#5

#6

#7

#8

#9

#10

#11

#12

#13

E aí, o que você achou desse trabalho? Comenta pra gente aí em baixo e compartilhe com seus amigos.

Ela aposentou aos 28 anos com 2 milhões de dólares no banco fazendo isso

Matéria anterior

10 cidades que correm o risco de desaparecer em breve

Próxima matéria

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.