Entretenimento

Imagem chocante mostra explosão verde em lago no Canadá

0

Os moradores do Canadá e do Leste dos Estados Unidos levaram um susto ao presenciarem uma explosão verde descendo do céu no dia 19 de novembro. Apesar do susto, não eram alienígenas invadindo a Terra, apenas um meteoro que explodiu na atmosfera.

As primeiras horas da manhã foram marcadas por um brilho intenso no céu norte-americano, com uma bola de fogo verde que cruzou o nordeste dos estados. Testemunhas informaram, na internet, que viram um objetivo parecido com um helicóptero iluminar a noite como um grande raio. Ele desapareceu 10 segundos depois.

Embora muitos internautas tenham ficado curiosos, os astrônomos tinham identificado esse objetivo três horas antes de ele cair na atmosfera terrestre e pegar fogo em uma explosão verde.

A maioria das peças que se partiram do meteoro provavelmente caíram no lago Ontário, próximo do sudeste do Canadá, sem fazer vítimas. Alguns pedaços menores podem ter impactado o solo, mas sem efeitos significativos.

Ao todo, sete observatórios em todo o mundo avaliaram o meteoro antes de ele fazer sua entrada triunfal na Terra, e determinaram que não era uma ameaça. Por ser madrugada, apenas algumas testemunhas notificaram a estranha bola de fogo verde no céu.

Dereck Bowen, uma testemunha de Ontário, próxima da fronteira de Nova York, conseguiu tirar uma foto da descida do meteoro e da explosão verde com a sua câmera semiprofissional, programada para gravar o céu durante a noite.

Foi um espetáculo de 30 segundos, e o gif publicado na conta do Twitter de Dereck mostra exatamente o momento em que uma trilha verde brilhante se forma acima dele, seguindo em direção à Terra e desaparecendo.

Outras câmeras também estavam instaladas em locais diferentes, principalmente na rua. Por isso, uma moradora de Toronto conseguiu captar a passagem da explosão verde pelo céu canadense.

O que explica a explosão verde?

Via Pexels

Os meteoros são corpos celestes que entram na atmosfera terrestre em alta velocidade, condensando calor que, eventualmente, emana como fogo. Por isso, suas bolas de fogo são tão brilhantes, e se originam de asteroides ou pedaços de cometas que orbitam ao redor do sol.

No dia 19 de novembro, o fenômeno presenciado pelos moradores canadenses e nova-iorquinos era o meteoro 2022 WJ1, nomeado após sua descoberta. Acredita-se que ele era apenas um asteroide pequeno, com menos de 1 metro de diâmetro.

Quando as rochas espaciais entram na atmosfera da Terra, elas superaquecem, mas precisam desacelerar, por conta do atrito da gravidade. Esse movimento gera rastros visíveis no céu. Inclusive, é o que explica as caudas dos cometas, por exemplo.

Eles são perigosos?

Dependendo da composição do meteoro, ele pode ter mais de uma cor visível a olho nu. Nesse caso, a explosão verde foi porque sua composição incluia outros elementos além de nitrogênio. No futuro, novos estudos poderão definir a composição completa desse asteroide.

Mesmo que o espetáculo possa parecer assustador para algumas pessoas, as bolas de fogo que se originam de asteroides costumam ser consideradas inofensivas, pois a maioria queima na atmosfera antes de atingir a Terra.

Quando elas chegam, já estão em pedaços, e raramente geram fenômenos como o que foi registrado no Canadá. Mas, claro, podem haver raras exceções, como o cometa que incendiou a casa de um homem na Califórnia no dia 5 de novembro. Os especialistas do Departamento de Florestas e Proteção contra Incêndios da Califórnia ainda estão investigando a causa exata, e, felizmente, ninguém se feriu. 

Embora as teorias mirabolantes da explosão verde no céu sejam divertidas, não passou de apenas um asteroide intruso. No entanto, pelo menos algumas pessoas puderam aproveitar o show de cores, e registrar esse momento raro de contato com eventos que acontecem tão longe de nós.

 

Fonte: LiveScience

Imagens: Twitter, LiveScience, Pexels

Cientista podem ter encontrado uma sexta extinção em massa

Previous article

O que a lei do Catar diz sobre o consumo de álcool?

Next article

Comments

Comments are closed.