• MAIS LIDAS
  • QUIZ
  • VÍDEOS
  • ANUNCIE


Jovem se forma em Direito depois de viver durante 5 anos na rodoviária de Brasilia

POR Jesus Galvão    EM Compartilhando coisa boa      22/02/19 às 15h14

Walisson Pereira da Silva, de 32 anos, já passou por coisas que não desejaríamos a ninguém. Ele viveu por cinco anos no pátio da rodoviária de Brasília, precisando vasculhar no lixo sobras de alimentos de outras pessoas para comer e vivendo situações humilhantes em seu cotidiano.

Com a ajuda de amigos e até mesmo de desconhecidos, Walisson pôde recomeçar sua vida. Em 2019, ele conseguiu se graduar no curso de Direito. Mas, sua trajetória não foi nada fácil. O, agora, bacharel em Direito precisava dividir seu tempo frequentando as aulas na faculdade, os estudos na biblioteca e as noites dormindo na rodoviária da cidade.

"Sempre acreditei que conseguiria vencer", contou o jovem. Wallison afirma ainda que, no começo da faculdade, em 2014, ele buscava forças para continuar a estudar. E, cinco anos depois, ele está realizando seu grande sonho. Sua formatura devera acontecer no final de março e foi um presente da empresa de eventos que se sensibilizou com a história do formando e decidiu ajudá-lo.

Uma vakinha online foi criada por ele para angariar fundos para um tratamento dentário, comprar roupas e alimentos, uma vez que o rapaz deseja estar bem bonito para seu grande dia e, no momento, ele se encontra desempregado. "Estraguei meus dentes com essa vida nas ruas e, hoje, um grupo de amigos se juntou para pagar meu aluguel", contou Wallison.

As despesas de Wallison, que incluem alimentação, transporte e aluguel giram em torno de R$750. "Também preciso me manter para passar no Exame de Ordem [dos Advogados]. Quero ser, acima de tudo, um defensor público", afirmou.

A vida nas ruas

Wallison foi parar nas ruas aos 18 anos, depois que foi obrigado a abandonar a escola em seu último ano do ensino fundamental por seu pai e sofrer violência física. Porém, seu tormento não acabou aí, pois, nas ruas, o menino passava por situações muito difíceis. Ele até mesmo chegou a pensar que não conseguiria sobreviver.

"Vi várias pessoas morrendo na minha frente. A rodoviária é um lugar triste, e só sabe disso quem viveu", disse o estudante. Mas, tudo ganhou uma nova cor quando Wallison conheceu um homem em um ponto de ônibus. Vendo a força de vontade do rapaz em voltar a estudar, ele lhe ofereceu um comprovante de endereço para que ele pudesse se matricular em uma escola pública e, assim, concluísse seus estudos.

Após terminar o ensino médio, Wallison continuou sua busca pelo conhecimento. "Eu ia sujo para sala de aula, passava a noite toda acordado pedindo esmola, acordava com sol quente no rosto, era uma saga triste. Me emociona lembrar o quanto eu queria sair das ruas. Eu sabia que os estudos eram a única forma de eu sair daquele lugar",  relembrou.

Uma nova vida

Em 2010, Wallison prestou o Enem e conseguiu uma vaga em faculdade privada de Brasília com 100% do financiamento do valor de suas mensalidades. Dali em diante, ele deu tudo si para poder conseguir se graduar, passando seus dias nas bibliotecas publicas da cidade.

Na faculdade, Wallison não queria que as pessoas soubessem da sua condição como pessoa em situação de rua. "Eu tinha medo de descobrirem minha história, sentia vergonha, e dizia que estava sujo porque vinha do trabalho. Mantive em sigilo para que não soubessem da minha condição, mas eu tinha certeza que ia conseguir vencer.", contou ele.

A escolha do curso de Direito veio depois de Wallison perceber que através do curso ele poderia ajudar outras pessoas que passam pelas mesmas dificuldades que ele teve que lidar há um tempo atrás. Pessoas que assim como ele "tiveram o acesso negado à educação, à justiça e a todos os direitos básicos".

"Escolhi o Direito porque vi tantas injustiças acontecerem no coração da capital do país, tantos direitos sendo violados, e quis ajudar as pessoas a mudarem de vida. Conhecimento é poder, e quem tem conhecimento não aceita qualquer coisa na vida como opção", concluiu o jovem. Os próximos passos de Wallison agora é se tornar advogado e um dia atuar na Defensoria Pública.

Então pessoal, o que acharam da matéria? Deixem nos comentários a sua opinião e não esqueçam de compartilhar com os amigos.

Próxima Matéria
Jesus Galvão
Goiano, Canceriano e Publicitário.
Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.


Matérias selecionadas especialmente para você

Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+