Notícias

Justiça condena mulher bêbada que assediou menino de 13 anos: ‘Vou montar em você até de manhã’

0

Com surpresa, um juiz condenou uma mulher de 27 anos que assediou uma criança de 13 anos enquanto estava bêbada. O caso aconteceu em Ellesmere Port, na Inglaterra, no dia 3 de outubro do ano passado.

O processo se estendeu por um ano enquanto diferentes alçadas avaliavam o caso e se era questão de sentença grave.

Tudo começou quando Jade Berry, uma recepcionista, passou a mão nas genitais do jovem. Segundo ela, estava embriagada de vinho naquela noite, e disse coisas como: “Vou montar em você até o amanhecer”, conforme divulgado por informações do Daily Mail.

Na mesma noite, após a criança falar com seus responsáveis, as autoridades chegaram ao local e detiveram a mulher de 27 anos por conta do aliciamento. No entanto, ela alega não se lembrar de nada.

Mesmo assim, o caso tomou proporções gigantes, pois a criança teria desenvolvido pânico, não conseguiu dormir, com pesadelos, e tentou suicídio por conta do que aconteceu.

Como sentença, a recepcionista recebeu voz de prisão por 18 meses, mas também deverá cumprir outras punições.

Via Plu7

Mulher de 27 anos estava bêbada

A mulher de 27 anos, Jade, alegou estar completamente bêbada quando tudo aconteceu. Ela bebia em um parque público próximo da sua casa, na região.

Enquanto isso, dois garotos chegaram para brincar no local, falando sobre uma festa de aniversário de 14 anos, que seria da vítima. Foi quando Jade se aproximou para tocá-los intimamente e chegou a oferecer sexo para os meninos.

Eles se levantaram para tentar ir embora, mas ela começou a chamá-los e gritar para que voltassem. Nesse momento, abaixou as calças e mostrou suas partes íntimas para as crianças.

Contudo, ela desmaiou antes que pudesse fazer alguma coisa, pois estava com grande quantidade de álcool na cabeça. Os meninos conseguiram tirar fotos e gravar a mulher para ter um testemunho, voltando para casa e contando para a mãe o que aconteceu.

Quando as autoridades chegaram para realizar a detenção, Jade já não estava mais lá. No entanto, encontraram parte dos seus pertences no local, confirmando a história. Assim, a mulher de 27 anos foi levada para a delegacia, onde afirmou não se lembrar de nada.

Detenção

Inicialmente, a mulher recebeu condenação imediata de 12 meses de prisão, esperando pelo resultado do julgamento. Agora, terá ainda mais 18 meses de suspensão, com regime semiaberto, mas não terá direito a outras atividades sociais.

Além disso, terá que realizar atividades de reabilitação e usar um ponto eletrônico para garantir que ficará sóbria por pelo menos 120 dias.

Durante a realização da investigação, o promotor James Coutts explicou que o garoto de 13 anos desenvolveu sérios pesadelos, e seus sintomas de TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) pioraram após o assédio.

Segundo a mãe, ele precisa tomar medicação e nunca mais conseguiu passar perto daquele parque. Além disso, evita sair muito de casa, ficando seriamente traumatizado. O promotor incluiu no caso o relatório de atendimento de dois psiquiatras diferentes que atenderam a criança.

Passagem pela polícia

Via IstoÉ

A mulher de 27 anos já tinha passagens por embriaguez antes, dirigindo bêbada em 2021. No entanto, a defesa explicou que ela utiliza a bebida como fórmula de escape para seus problemas de saúde mental.

Apresentaram laudos de ansiedade, ataques de pânico e borderline, de modo que consome mais álcool do que deveria. No entanto, estava realmente arrependida, e demonstrou empatia pela vítima.

Por isso, o juiz Eric Lamb afirmou que acredita no remorso dela, e por isso solicitou uma pena menor. Além disso, falou que a mulher não tinha noção da vulnerabilidade do garoto no momento do crime, mesmo que grave.

Como as razões de consumo de álcool dela eram complexas, ele acreditou que ela conseguiria se recuperar e propôs a suspensão em vez de prisão definitiva.

Agora, a mulher de 27 anos deverá passar pela reabilitação, e a criança segue com acompanhamento psicológico.

 

Fonte: IstoÉ

Imagens: IstoÉ, Plu7

Anestesista é condenado a pagar indenização de cerca de R$ 320 mil após filmar mulher nua durante tratamento

Previous article

Passeio de Ferrari e Lamborghini termina em acidente com 2 mortos na Sardenha

Next article

Comments

Comments are closed.