Notícias

Mulher morre e 4 pessoas ficam feridas após navio de cruzeiro ser atingido por onda gigante

0

Uma viagem de cruzeiro para a Antártida tem reviravolta após o navio ser atingido por uma onda gigante e matar uma pessoa. A história, com roteiro cinematográfico, aconteceu no dia 29 de novembro, e deixou outras quatro pessoas feridas.

O itinerário seguia para o sul da Argentina, e planejava vários dias de diversão no mar, mas teve uma interrupção súbita pela força da natureza.

Enquanto passava pelo porto de Ushuaia, a embarcação foi atingida por uma onda gigante, que quebrou vários painéis de vidro nas cabines onde os passageiros repousavam. Além de balançar o navio, os pedaços atingiram cinco turistas. Infelizmente, um deles morreu.

A mulher norte-americana que estava mais próxima dos painéis não sobreviveu aos primeiros socorros após a onda gigante abaixar. Em seguida, o cruzeiro para Antártida parou forçadamente na Argentina, suspendendo seu roteiro para cuidar dos passageiros.

A identidade da vítima não foi revelada, tampouco a dos quatro feridos. No entanto, ninguém mais teve lesões consideráveis, e suas vidas não correm perigo. Todos saíram do navio com segurança e receberam acomodação para receber primeiros socorros em terras argentinas.

Segundo informações das autoridades, a mulher tinha 62 anos. Não se sabe se ela estava acompanhada com familiares ou amigos no momento do incidente.

Cruzeiro para Antártida não teve danos

Via Metrópole

Surpreendentemente, os danos ao cruzeiro para Antártida foram mínimos, concentrados nos painéis que quebraram com a força da onda gigante.

O navio “Viking Polaris”, que navega com bandeira norueguesa, conseguiu corrigir os principais defeitos para voltar ao mar e seguir para manutenção. Não se sabe se ele continuará o roteiro ou irá substituir o barco para receber os passageiros novamente.

Além disso, a diretoria do cruzeiro também publicou um comunicado informando sobre o falecimento da passageira. Segundo a nota, eles já haviam notificado a família e compartilhavam condolências.

O porta-voz da empresa informou que eles seguem trabalhando para atender aos passageiros e tripulantes da melhor forma possível, inclusive na viagem de volta.

Por fim, os turistas com ferimentos receberam tratamento pela assistência médica ainda a bordo. Em seguida, passaram pela equipe argentina.

Passageira relata pesadelo

Uma das pessoas que viajavam no cruzeiro para a Antártida, a inglesa Suzie Gooding, postou um relato e deu entrevista para os canais de comunicação contando a experiência.

Segundo ela, as férias se transformaram em um pesadelo quando sentiu o primeiro impacto da onda gigante. Em seu entendimento, acreditou estar atingindo um iceberg, embora soubesse que a área não tinha nenhum.

Seu relato foi chocante, e trouxe detalhes sobre a sensação de se chocar com a onda. O navio balançou repentinamente, e ela não sabia se deveria se preparar para abandonar o navio e lutar pela sua vida. Tudo teria acontecido muito rápido.

A área não apresenta muitas movimentações oceânicas, ao sul de Buenos Aires. Por esse motivo, os tripulantes também precisaram tomar decisões rápidas para cuidar dos passageiros.

Ainda sem informações sobre o caso

Além do que foi divulgado, e o comunicado de morte da passageira norte-americana, não existem muitas informações sobre o caso.

Os jornais consultaram a Prefeitura Naval Argentina, órgão que realiza a fiscalização de portos e atendeu ao navio em um primeiro momento. Entretanto, nenhum responsável respondeu sobre o acontecimento.

Isso porque as circunstâncias estão sob investigação da 2ª vara penal do tribunal federal de Ushuaia. Por conta disso, seria necessário consulta judicial para saber mais informações, o que não foi possível até o momento.

Futuramente, espera-se que as avaliações climáticas indiquem da onde veio a onda gigante que atingiu os passageiros e levou à morte uma mulher e feriu quatro pessoas.

A empresa do cruzeiro para a Antártida também está realizando suas próprias avaliações, e cuidou para que todos a bordo retornassem com segurança para seu destino, trazendo suporte e orientações para os vários destinos.

 

Fonte: G1, UOL

Imagens: Metrópoles

“Wandinha”: Espectadores criticam série por caracterização racista de personagens negros

Artigo anterior

Com Casimiro, CazéTV mescla padrão Globo e quinta série nas transmissões

Próximo artigo