Inovação

Novo biodiesel promete substituir óleo diesel e descarbonizar caminhões

0

A Be8, líder global em energia renovável, desenvolveu um biodiesel inovador chamado BeVant, oferecendo uma solução imediata para tornar a frota de caminhões mais sustentável.

Esse combustível renovável passa por um rigoroso processo de purificação dupla. Dessa forma, permite sua substituição completa do diesel ou a sua adição como uma mistura.

A empresa assegura que sua tecnologia proporciona benefícios comparáveis ao “diesel verde”, porém, com condições comerciais mais competitivas.

Como resultado, o novo biodiesel apresenta um custo 50% inferior em relação ao diesel convencional no mercado internacional.

A Be8 destaca que esse biodiesel é indicado para empresas de transporte, especialmente aquelas que consomem grandes volumes de óleo diesel em suas operações e buscam uma redução significativa de emissões a curto prazo.

Via iStock

Caminhões mais ecológicos?

De acordo com Erasmo Carlos Battistella, presidente da Be8, o novo biodiesel chega em um momento altamente propício. Afinal, as empresas buscam maneiras de cumprir compromissos de sustentabilidade e zerar as emissões de carbono.

Para Battistella, os biocombustíveis representam a abordagem mais realista, considerando que, segundo a Anfavea, 99,55% dos caminhões com três anos de idade no Brasil funcionam a diesel.

Isso significa que modelos elétricos e a gás representam menos de 1.500 unidades.

Em fala, ele diz que é uma solução imediata, sem requerer investimentos em infraestrutura ou a troca de motores, como ocorre com o hidrogênio, biometano e veículos elétricos.

Independentemente disso, a Be8 investiu R$ 80 milhões em pesquisa e desenvolvimento, além de expandir uma linha de produção em sua fábrica em Passo Fundo, no Rio Grande do Sul.

Essa unidade agora tem capacidade para produzir 150 milhões de litros de biodiesel anualmente.

Modelo atual

O combustível mais comum para caminhões atualmente é o diesel. Ele é amplamente utilizado devido à sua eficiência energética e ao alto torque proporcionado aos motores a diesel, o que é crucial para veículos de grande porte como caminhões.

Por conta disso, a alternativa se tornou a mais popular entre transportes de larga escala que exigiam maior queima de combustível.

No entanto, existe o aspecto prejudicial. O diesel é conhecido por emitir poluentes atmosféricos, como óxidos de nitrogênio (NOx) e partículas finas, que podem ter impactos negativos na qualidade do ar e na saúde humana.

Essas emissões podem contribuir para problemas respiratórios, cardiovasculares e outros impactos na saúde, especialmente em áreas urbanas com tráfego intenso.

A busca por alternativas mais limpas, como biocombustíveis, veículos elétricos ou híbridos, tem crescido como uma resposta aos desafios ambientais associados ao uso do diesel.

Essas opções visam reduzir as emissões poluentes e melhorar a sustentabilidade do transporte de carga.

Biodiesel inovador derivado de óleo vegetal

Via Wikimedia

O biodiesel, um combustível biodegradável proveniente de fontes renováveis, é obtido a partir de gorduras animais e óleos vegetais.

Dentre as opções de matérias-primas, destacam-se a mamona, a palma, o girassol, o babaçu e a soja.

O Brasil tem conduzido pesquisas com esse tipo de combustível há 50 anos, realizando testes para viabilizar sua produção como substituto do diesel.

No entanto, apenas em 2002 foi implementado um programa de substituição do derivado de petróleo, denominado “Probiodiesel”, que estabelecia a meta de ter 5% de biodiesel no diesel até 2005.

Por outro lado, durante esse período, o país promulgou apenas a lei de 2008, que exige a mistura de 2% de biodiesel no óleo.

Dessa forma, ainda existem outros caminhos a percorrer antes de adotar essa iniciativa como definitiva para reduzir os impactos ambientais. No entanto, especialistas estão positivos quanto à popularização dessa alternativa e consequente adoção em larga escala.

 

Fonte: Estadão

Imagens: iStock, Wikimedia

Marvel Studios anuncia Marvel Spotlight, selo para histórias “mais terrenas”

Previous article

Como ganhar massa muscular e perder gordura ao mesmo tempo? Veja

Next article

Comments

Comments are closed.