O que são essas bolinhas vermelhas na pele e como evitar?
Tempo de leitura:2 Minutos, 26 Segundos

O que são essas bolinhas vermelhas na pele e como evitar?

Existem alguns problemas que nos atingem em determinadas épocas do ano. Se o clima está muito quente, por exemplo, muita gente sente maior dificuldade em respirar, a pele resseca, transpira horrores, enfim… São situações difíceis, que nos forçam a criar formas de nos adaptar.

Sabe aqueles carocinhos vermelhos que aparecem na parte posterior do braço? Muita gente sofre com isso, não porque causa dor nem nada do tipo, mas é algo que causa certa agonia, inclusive estética. Eles costumam aparecer principalmente no verão, quando sua pele passa por algumas mudanças e você começa inclusive, a transpirar de forma muito fácil.

É um problema que atinge principalmente adolescentes e mulheres, devido às suas intensas mudanças hormonais. É importante destacar que isso não é nada grave, e não prejudica a saúde, mas é algo que acaba incomodando. Então você se pergunta: “por que eles aparecem?”… Bom, segundo a dermatologista Cristina Salaro, que faz parte da Sociedade Brasileira de Dermatologia, esses carocinhos são chamados de ceratose pilar, e geralmente possuem origem genética.

Existem ainda, algumas pessoas que são mais predispostas a ter esse pequeno problema, que são aquelas que já tiveram bronquite, sinusites e rinites alérgicas ou asma brônquica. São formados pelo excesso de sebo que acaba entupindo a saída do pelo, fazendo com que os poros não consigam drenar a oleosidade da pele, e é aí que os carocinhos aparecem.

E como tratar ou prevenir o surgimento da ceratose pilar? Bem, é bastante simples, só não dá pra ficar os espremendo, como se fossem espinhas. Essa atitude pode fazer com que haja irritação no local, gerando infecções e inflamações. Para evitar, o segredo é sempre hidratar a pele, pelo menos 2 vezes por dia, mantendo-a sempre macia sem dar espaço para que a ceratose se desenvolva. Para ser ainda mais eficaz, o ideal seria usar um hidratante recomendado por seu dermatologista, já que seria específico para o seu tipo de pele.

No caso do tratamento, o mais recomendado é fazer esfoliação, pelo menos uma vez por semana, aliada à hidratação. Existem muitas receitas caseiras por aí, mas especificamente para esse caso, recomenda-se utilizar uma mistura de óleo de coco e açúcar mascavo, o único cuidado é para não usar muita força, pois pode acabar machucando. Deve ser feita, preferencialmente, durante o banho, pois o vapor do chuveiro ajuda a abrir os poros e consequentemente, facilita o processo. Não se esqueça de hidratar a pele depois do banho, hein?

Cristina Salaro ainda recomenda um banho de sol entre as 9 e 10 horas da manhã, que é um horário que ele não está tão forte e não é prejudicial para a pele, mas claro, utilize protetor solar! Segundo ela, cerca de 10 minutos aproveitando o sol, todos os dias, também ajudam a melhorar o aspecto irritado da pele.

E então pessoal, o que acharam? Vocês também sofrem com esse probleminha de vez em quando? Conta aí pra gente!