Os 3 piores acidentes que já ocorreram em museus

POR A redação    EM História      25/08/15 às 15h44

Quem nunca visitou um museu? Melhor do que realizar um passeio cultural serve ainda para ampliar os conhecimentos. Para alguns uma viagem ao tempo, outros sentem-se entediados, principalmente as crianças. E se você quebrasse um vaso de US$ 1 milhão (R$ 2,39 milhões)? O que você faria? Isso aconteceu com um visitante do museu Pérez Art Museum, em Miami.

Outro caso que aconteceu recentemente foi em um museu em Taiwan com um prejuízo avaliado em US$ 1,5 milhão. Isso mesmo! Desesperador, constrangedor mas acidentes assim são comuns nos museus espelhados pelo mundo. Acompanhe os piores acidentes já vistos em museus. Cuidado quando for passear em um!

Miami

image

O caso aconteceu no museu dos EUA em Miami - Pérez Art Museum. A polícia prendeu um homem acusado de ter estilhaçado um vaso avaliado de US$ 1 milhão de um artista chinês - Ai Weiwei.  O homem quebrou o vaso em forma de protesto pelo fato do museu só exibir arte internacional. Loucura, não? O homem foi detido pela polícia e indiciado por prejuízo criminoso depois de pegar 16 vasos pintados em tinta brilhante, exibido no Museu de Arte de Miami, e lançá-lo no chão quando cercado pela segurança, segundo relatório policial.

Segundo o relatório, ele disse à polícia que quebrou o vaso para protestar porque o museu só exibe arte de artistas de fora do país. A obra intitulada "Vasos Coloridos" é composta por 16 vasos, cada um deles em pintura feitas por brilhantes.

Iraque

26fev2015---membros-do-estado-islamico-el-destroem-esculturas-antigas-no-museu-de-mossul-1424963820310_956x500

O Estado Islâmico destruiu uma coleção de estátuas e esculturas inestimáveis no norte do Iraque que remontam a antiga era assíria. Os homens atacam os artefatos, alguns identificados como antiguidades do século 7 a.C, com marretas dizendo que tratava-se de símbolos de idolatria. Os militantes islâmicos radicais derrubaram estátuas, um homem usou furadeira elétrica em um touro alado.

Taiwan

482194

Um garoto tropeçou em um museu de Taiwan e danificou uma tela equivalente a US$ 1,5 milhão, considerado uma obra-prima de um artista italiano do século 17. De acordo com o museu, a família não será obrigada a pagar os custos da restauração. Mas, mesmo com os reparos, a pintura nunca mais será a mesma.

Esses casos entram para a lista de pessoas desastradas que já danificaram peças valiosíssimas. Em 2010, uma mulher caiu em um Picasso exposto no Met, em Nova York, rasgando o quadro em 15 centímetros. E, em 2012, um homem de Dublin foi preso por danificar um Monet avaliado em 10 milhões de euros.

Fonte: G1, Folha de São Paulo, Galileu  

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+