Fatos Nerd

PlayStation domina 70% do mercado global de consoles, afirma Microsoft

0

O domínio do PlayStation no mercado de consoles é surpreendente, disso a maioria dos jogadores já tinha ciência. No entanto, números apresentados pela Microsoft confirmam não apenas uma presença massiva, como também consideravelmente maior que a sua marca rival, Xbox.

Durante uma coletiva de imprensa realizada na última terça-feira (21), o presidente da Microsoft, Brad Smith, divulgou um relatório que sugere que a Sony detém 70% do mercado global de consoles com o PlayStation, enquanto o Xbox, da Microsoft, possui apenas 30%.

Via Pexels

De acordo com Smith, no mercado europeu, a fatia da Sony é ainda maior, correspondendo a 80% do mercado. No mercado japonês, a empresa japonesa tem uma presença impressionante de 96%. Isso deixa apenas 4% para a companhia americana.

Esses números, segundo o executivo, têm se mantido estáveis há duas décadas, mesmo com a escassez de componentes que afetou a cadeia de suprimentos da Sony no ano passado. Smith destacou que a Sony se fortaleceu ainda mais, apesar dos desafios enfrentados.

No final do ano passado, Smith havia afirmado que o PlayStation superou o Xbox com uma proporção de 69 para 31. No entanto, não apresentou números específicos para o maior mercado da Microsoft, os Estados Unidos. O objetivo da apresentação do relatório era fornecer argumentos para a aprovação da aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft pela Comissão Europeia.

Discussão sobre competitividade no mercado 

Via Pexels

O propósito principal da reunião foi abordar as objeções levantadas pela União Europeia. Eles tratam dos potenciais efeitos que poderiam prejudicar a competitividade do mercado de jogos caso a aquisição da Activision Blizzard pela Microsoft seja concluída.

Para acalmar as preocupações dos concorrentes, a Microsoft anunciou que havia firmado um acordo de 10 anos para disponibilizar o jogo Call of Duty nas plataformas da Nintendo. Ainda, tornou seus jogos de Xbox acessíveis no serviço em nuvem GeForce Now da NVIDIA.

As negociações ainda não estão próximas de acabar, mas existem rumores de que a compra pode ser efetivada pela gigante de tecnologia. Com isso, uma das maiores produtoras de jogos da atualidade pode se tornar exclusiva da Microsoft.

O problema está nos títulos da Activision, com jogos exclusivos para o domínio de PlayStation. Nesse caso, a Microsoft confirmou o contrato de disponibilidade. Entretanto, os jogadores podem ficar atentos aos problemas que surgiriam no futuro, como lançamento de atualizações, packs e expansões.

O que explica o domínio do PlayStation?

Via Pexels

Existem diversos fatores que podem explicar por que o PlayStation é mais popular do que o Xbox. Um dos principais é a estratégia de marketing adotada pela Sony, que conseguiu conquistar uma grande base de fãs ao longo dos anos. 

Além disso, a Sony investiu bastante em jogos exclusivos de alta qualidade, como a série Uncharted, God of War, The Last of Us e muitos outros. Isso contribuiu para tornar o PlayStation uma plataforma atraente para muitos jogadores.

Outro fator que pode ter contribuído para o domínio do PlayStation é a forte presença da Sony em mercados importantes, como o japonês e o europeu. Nesses mercados, a Sony tem uma base de fãs muito leal e é uma marca de confiança. Nesse caso, pode ter ajudado a impulsionar o domínio do PlayStation.

Além disso, a Microsoft entrou no mercado de consoles um pouco depois da Sony, o que pode ter dificultado a competição com o PlayStation. Assim, embora o Xbox seja uma plataforma excelente, a Sony já conquistou uma base de fãs leal, com um ecossistema forte antes do lançamento do Xbox.

Por fim, é importante ressaltar que a popularidade de uma plataforma de jogos é influenciada por preferências pessoais, disponibilidade de jogos, preço e outros fatores.

 

Fonte: Tudo Celular

Imagens: Pexels, Pexels, Pexels

DNA desconhecido e estranho é descoberto no Deserto do Atacama

Artigo anterior

Cientistas registram a maior explosão solar dos últimos 10 anos

Próximo artigo