Por que nós bocejamos?

POR A redação    EM Mistérios & Horror      03/09/15 às 14h00

O bocejo é um movimento muscular que se produz tanto em animais como em pessoas. Estudos científicos mostram que o bocejo está relacionado ao sono. No entanto, o bocejo é uma forma do organismo driblar o sono. Curioso, não? Já percebeu que quando olhamos alguém bocejar, segundos depois, na maioria das vezes, fazemos o mesmo!?

Ao bocejar a pessoa estimula a circulação sanguínea e diminui a temperatura corporal, o que colabora para aumentar o estado de atenção. O sono não é um dos únicos fatores para abrirmos aquele bocão. Ele está associado também ao tédio, tensão e até agitação.

Uma pessoa que boceja com frequência provavelmente não está recebendo oxigênio suficiente para suas necessidades. Isso mesmo! Mas afinal, por que nós bocejamos?

ss Segundo a Neurologista especialista em sono, Andrea Bacelar, o bocejo nada mais é do que uma tentativa do cérebro de nos mantermos acordados. O que ocorre é que no período de sonolência há uma queda de oxigênio no sistema nervosos central. Ela afirma que os núcleos importantes do cérebro notam essa falta de oxigênio e geram esse estímulo de inspiração profunda. Na tentativa efetiva de acordar.

O bocejo é uma resposta à necessidade de uma respiração profunda para despertar o corpo. Neste momento ocorre a oxigenação do cérebro. Nosso metabolismo fica mais lento e o sangue circula mais devagar, por isso o nível de oxigenação do oxigênio fica mais baixo.

Outra dúvida muito frequente é: por que o bocejo é tão contagioso? Você já reparou que quando vemos alguém bocejando, nossa vontade é de fazer o mesmo? E automaticamente bocejamos segundos depois!

haNós temos uma tendência natural de imitar tudo o que vemos os outros fazerem. Mas não pense que é de propósito, isso é automático. Só não imitamos todos os gestos dos outros graças à ação do outro pedaço do cérebro. Isso mesmo! O chamado córtex pré-frontal, que impede que a imitação feita pelos neurônios- espelho seja executada e vire um gesto, muitas vezes ridículo.

Mas se todas as imitações podem ser bloqueadas, por que o bocejo é automático? Simplesmente porque quando você vê um bocejo, ou escuta a palavra bocejo, além dos neurônios-espelho, seu cérebro aciona também a amígdala e o hipotálamo. Ficou difícil de entender? São esses dois que provocam as alterações que acompanham o bocejo: a pressão arterial sobe, você se estica, inspira fundo e fica mais acordado.

A amígdala e o hipotálamo escapam ao controle do córtex pré-frontal e não podem ser bloqueados. Por isso, quando seus neurônios-espelho decidem imitar o bocejo de alguém e o programa do bocejo chega ao hipotálamo e à amígdala, a neurociência tem apenas um conselho a dar: tente ser discreto!

Você sabia que curiosamente, costumamos bocejar após ver uma pessoa de quem gostamos fazer isso? Se alguém com quem não nos relacionamos bem faz o ato, tendemos a não repetir ou pelo menos nos esforçamos a interrompê-lo! Os cientistas acreditam que isso ocorra para que não demonstremos afinidade com a pessoa de quem não gostamos. Afinal, quantas vezes você já bocejou após ler essa matéria?

Fonte: Terra 

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+