É possível viver sem alguns órgãos?

POR A redação    EM Curiosidades      02/09/14 às 19h49

Sim. Alguns órgãos não são vitais de imediato, é claro que não é uma boa ideia remove-los. Mas o Papa Francisco I por exemplo, teve parte do pulmão retirado quando ainda era um adolescente, o pulmão foi removido para tratar uma infecção que ele teve, naquela época era comum a remoção de partes do corpo para tratar uma infecção, já que os antibióticos não eram amplamente utilizados.

É possível sobreviver mesmo se um pulmão inteiro for removido. Nesse caso, o pulmão remanescente infla para ocupar uma parte do espaço extra. E viver com apenas um pulmão não costuma afetar as tarefas diárias ou a expectativa de vida, embora uma pessoa com um único pulmão não seja capaz de executar as mesmas atividades físicas na mesma intensidade de uma pessoa com dois pulmões.

Voltando a matéria, esperamos que você não queira remover nenhum órgão, porém aqui vai a lista dos que você continuaria vivendo mesmo se removesse:

Rim

rim
Como você deve saber, os seres humanos têm dois rins, mas precisam de apenas um para viver. Algumas pessoas nascem com apenas um rim, outras doam um deles e ficam com apenas um. Em geral, as pessoas com um rim tem poucos ou nenhum problema de saúde e tecnicamente uma pessoa pode até viver sem nenhum rim, obviamente precisaria de hemodialise.

Baço
baço

O baço é o órgão responsável por filtrar o sangue e ajudar a combater infecções, mas não é essencial para a sobrevivência. Ele pode ser removido por exemplo, quando está danificado. Entretanto, as pessoas sem esse órgão são mais propensas a infecções.

"rgãos reprodutivos

utero
Algumas mulheres tem o útero removido para fazer uma histerectomia como tratamento para câncer, miomas uterinos, dor pélvica crônica, entre outros motivos. Já os homens podem ter os testículos removidos para tratar o câncer de testículo.

Estômago

estomago
Acontece de uma pessoa ter o estômago inteiro removido, como tratamento para um câncer estomacal, um procedimento chamado gastrectomia total. Nesses casos o intestino delgado é ligado ao esófago. As pessoas que passam pelo procedimento recebem nutrientes através de uma veia por algumas semanas, enquanto se recuperam. Depois disso, são capazes de comer a maioria dos alimentos, em pequena quantidade é claro, e tomar suplementos dietéticos se tiverem problemas na absorção de vitaminas essenciais.

Cólon

colon
Algumas pessoas podem ter o cólon removido como uma maneira para tratar o câncer de cólon, ou em alguns casos para evitar o câncer do cólon. É possível viver sem um cólon, mas nesses casos as pessoas podem precisar de uma bolsa fora do corpo para recolher fezes. E existe também uma cirurgia capaz de criar uma bolsa no intestino delgado, ocupando o lugar do cólon dispensando a bolsa fora do corpo.

Apêndice
apendice

O apêndice é um órgão pequeno, em forma de tubo que se projeta a partir da primeira parte do intestino grosso. Não é clara a sua função, mas pode ser removido se inflamar ou tiver rupturas.

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+