Quem inventou o hábito de comer com hashis?

POR Thamyris Fernandes    EM Curiosidades      09/06/14 às 14h17

Usar os famosos "pauzinhos" orientais para comer é sempre uma diversão para nós, ocidentais. Isso porque nem todo mundo sabe lidar com esses utensílios e a refeição, que já é temática, fica engraçada. Mas, afinal, quem inventou esse hábito?

Há sempre muita bagunça na hora de diferenciar os chineses dos japoneses e quase sempre a gente acaba misturando o que cada um desses povos fiz. No caso dos pauzinhos, por exemplo, embora sejam muito famosos nos restaurantes japoneses, eles foram usados como talheres primeiramente na China.

Conforme relatos históricos, eles surgiram na tradição chinesa entre 1766 e 1122 a.C., durante a dinastia Shang e receberam o nome de kuai-tzy. Antes disso, esse pessoal usava as mãos ou a faca de caça para comer.

1

No entanto, com o passar dos anos, começaram a achar esse um costume muito grosseiro e incorporaram os pauzinhos, especialmente em ocasiões que recebiam convidados. Para eles, era falta de educação fazer qualquer tipo de esforço durante as refeições e, por isso, as porções já vinham prontas.

Só por volta do século 7 que a tradição dos pauzinhos foi levada ao Japão. Lá, como o nome de hashi, eles eram usados apenas para oferecer alimentos às divindades, já que as mãos eram consideradas sujas demais para isso. Mas não demorou muito até que os próprios japoneses passassem a usar esses instrumentos no cotidiano.

O costume, como todo mundo já sabe, permaneceu e se tornou um dos principais símbolos da cultura oriental. Mesmo com a popularização dos talheres comuns, como garfos, colheres e facas; o pessoal do outro lado do mundo permanece com esse hábito como uma forma de isolamento com relação aos outros povos e suas culturas de massa.

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+