Muitas foram as datas anunciadas para o fim do mundo, várias profecias de como nós seríamos extintos do planeta mas ninguém imaginaria que nós mesmo estamos nos encaminhamos para extinção.

Nossa espécie pode se extinguir do planeta se um tendência vista na América do Norte, Europa, Austrália e Nova Zelândia continuar. Segundo a pesquisa da Human Reproduction Update a contagem de esperma masculino está diminuindo. Essa conclusão foi feita pela observação de 200 estudos sobre a contagem de esperma e foi visto que as taxas caíram nos últimos 40 anos.

A caída foi de 52% na concentração e 59% na contagem de espermatozoides. Mas essa queda se restringe aos países anteriormente falados. Na América do Sul, Ásia e África não foi observado nenhum declínio, mas também foram feitos menos estudos nessas áreas.

Publicidade
continue a leitura

O pesquisador Dr. Hagai Levine falou que a extinção da raça humana poderia chegar se essa tendência continuasse. "Se não mudarmos as maneiras como vivemos e o meio ambiente e os produtos químicos aos quais estamos expostos, estou muito preocupado com o que acontecerá no futuro".

Publicidade
continue a leitura

Depois dessa pesquisa, repórteres da VICE foram perguntar sobre a motilidade dos espermatozoides para colegas que residiam no Reino Unido.

"Sinto muito pelo meu papel na iminente extinção da raça humana", responde o editor do VICE.com, Jamie. "Eles não estão certos de por que a contagem de espermatozoides está diminuindo ainda, estão? Mas supondo que tenha algo a ver com dieta pobre, tabagismo e uma enorme falta de exercícios, não me sinto muito bem com a minha própria contagem de espermatozoides agora".

Publicidade
continue a leitura

Vários homens entrevistados ficaram surpresos deles mesmos serem os culpados por uma possível extinção da raça humana. E a maioria dos entrevistados tinha uma visão pessimista em relação ao seu próprio espermatozoide devido ao estilo de vida ruim que levavam. E eles tem razão nesse pessimismo porque fatores como obesidade, tabagismo, estresse, dietas ruins e produtos químicos são citados como culpados pela instabilidade do esperma dos homens de hoje em dia.

Publicado em: 25/07/18 22h03