Treinamento militar: 6 técnicas que são piores que a guerra

POR Fabiana Souza    EM Mundo Afora      25/09/15 às 01h02

Que cada país elabora suas técnicas para treinar soldados fortes e resistentes para o combate, todo mundo já sabe. Entretanto, esse assunto sempre gerou muita polêmica, pois algumas formas de treinamento são altamente perigosas e põe em risco a saúde, e em alguns casos, até a vida dos soldados.

Contudo, os centros de treinamento militar sempre retrucam dizendo que treinam seus soldados da melhor forma, etc e tal. Desses treinamentos bizarros, 7 são reconhecidos por conter o maior grau de dificuldade. 2 desses 7 são brasileiros, o do famoso BOPE, que fez sucesso ao mostrar o dia a dia dos soldados no filme Tropa de Elite, e a outra é o GATE, a polícia militar de São Paulo. A partir disso, reunimos algumas formas de treinamento militar pelo mundo que são no mínimo insanas, confira:

6 - Coréia do Sul e China têm treinamento militar sem camisa na neve

Todos os anos, durante o inverno, mais de 200 dos melhores soldados das Forças Especiais da Coreia do Sul viajam para a região de Pyeongchang para treinar a 30 graus negativos, sem camisa. Eles fazem coisas como abdominais, ginástica, luta e corrida.

treinamentos-militares-insanos-6-1-838x559 treinamentos-militares-insanos-6-2-838x567

Além dos exercícios, os soldados ainda tem que manusear espadas, afim de aprender a lutar. Sim, aprender a lutar em um frio de mais 30 graus negativos. E de tempos em tempos tomar um "banho" de gelo, para testar ainda mais a resistência dos rapazes.

treinamentos-militares-insanos-6-3-838x559 treinamentos-militares-insanos-6-4-838x558

5 - Taiwan faz soldados atravessarem 45 metros de pedras pontudas

Soldados da Marinha de Taiwan só conseguem se graduar depois de passarem por uma prova chamada "Road To Heaven" ("Estrada para o Paraíso"), um percurso de 45 metros de rochas irregulares e pontudas pelo qual os soldados devem se contorcer de barriga para baixo, sem a ajuda das mãos.

treinamentos-militares-insanos-5-838x651

Além de realizar a prova bizarra que faz parte do treinamento intensivo, os soldados também têm que parar quando mandados para executar determinados exercícios ao longo da prova,  tais como abdominais e flexões (sim, isso tudo sobre as pedras) enquanto são ofendidos por instrutores treinados na arte da zombaria, afim de proporcionar pressão psicológica.

treinamentos-militares-insanos-5--838x545

Os soldados levam em média 20 minutos… na primeira tentativa. Pois os recrutas correm o risco de que os instrutores não gostem de seu desempenho e mandem-los fazer a prova novamente.

 

4 - Fuzileiros navais dos EUA têm que tomar banho em uma lagoa nojenta por um mês

Os atiradores da Marinha dos EUA precisam usar disfarces para não serem detectados. Porém, são eles mesmos que produzem esses disfarces, por um método nada convencional. O segredo para os disfarces é nadar em grandes poças chamadas "Pig Pond" de vegetação apodrecida e água estagnada por um mês.

treinamentos-militares-insanos-4-2-838x524

As piscinas de nojeira tem lodo e lama, o que faz com que os trajes deixem de refletir luz, tornando sua tonalidade como parte da floresta. Ou seja, imperceptíveis.

treinamentos-militares-insanos-4-1-838x524

Porém, não é só isso. Após nadar nos lagos de água podre, os snipers precisam rolar no chão, até estarem cobertos de sujeira. Esse processo é repetidos por vários dias, até que os atiradores se tornem mais pântano do que soldados. Depois de concluída essa etapa, pronto, eles estão preparados.

treinamentos-militares-insanos-4-3-838x524

3 - Recrutas da Marinha dos EUA têm que sobreviver 12 horas a bordo de um naufrágio falso

Uma coisa é certa: Esses caras são loucos. A Marinha dos EUA gasta milhões de dólares apenas em simulações de naufrágio para treinar seus recrutas. Os jovens são obrigados a passar árduas 12 horas no ambiente completamente realista e desesperador.

treinamentos-militares-insanos-3-

A começar pelos 130 mil litros de água que circulam pela "embarcação", os futuros marujos precisam salvar bonecos que simulam vítimas, apagar as chamas (reais) usando mangueiras pressurizadas de água, além de lidar com fumaça, danos elétricos e almofadas de aquecimento nas paredes que aumentam consideravelmente a temperatura do "navio em chamas". Tudo milimetricamente calculado para que pareça o mais real possível. E o pior, se o recruta cometer qualquer equívoco, se apavorar ou não conseguir realizar os resgastes, é reprovado no teste.

treinamentos-militares-insanos-3

2 - Jordânia tem uma gigantesca cidade de treinamento para forças especiais

"The King Abdullah II Special Operations Training Center" é o mais avançado centro de treinamento militar do mundo, levando equipes de todo o planeta a tentar sobreviver as suas provas e ganhar pontuações maiores que os demais.

vxduj5fn0dbcij8yyelu

 

O centro de treinamento, chamado de KASOTC, foi adaptado para que parecesse uma cidade real, com mais de 60 construções urbanas, como, apartamentos, fazendas e edifícios de comerciais. Há até mesmo um aeroporto "de mentira", repleto de jatos cujos passageiros são bonecos.

treinamentos-militares-insanos-2--838x559

Qualquer treino de qualquer unidade de treinamento pode ser executado no KASOTC, com cachorros, bombas, aviões, etc. O complexo ainda têm efeitos especiais: alto-falantes que emitem gritos e tiros, barulhos de animais, choros, além de 350 câmeras com alcance de 360 graus para filmar toda a ação acontecendo.

treinamentos-militares-insanos-2-838x519

O lugar é tão grande que os operadores moram no complexo. Com isso, há lugares para comer, dormir, relaxar e fazer compras, quando você não estiver sendo atacado na cidade falsa, claro.

1 - A Bielorrússia possui a pior corrida de obstáculos de todos os tempos

Esqueça aqueles percussos com obstáculos como, pneus, vigas, paredes de escalada e essas coisas que vemos nos filmes. Os obstáculos que os pobres recrutas da Bielorrússia tem que enfrentar são bem piores que isso.

treinamentos-militares-insanos-1-5-838x599 (1)

Dos 150 recrutas que tentaram passar na prova em 2012, apenas 17 conseguiram. E ninguém sabe se os outros 133 desistiram ou literalmente morreram tentando, pois as provas do circuito são extremamente pesadas. Entre as provas estão a travessia de buracos e túneis com gás pulverizado, quebrar obstáculos em chamas com a cabeça, passar por lutas com os veteranos e atravessar vigas enquanto os outros companheiros tentam derrubá-los usando pneus.

treinamentos-militares-insanos-1-838x476

 

Fabiana Souza
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+