Curiosidades

Veja 5 fotos surpreendentes que foram tiradas antes de tragédias

0

Uma simples fotografia pode durar décadas e marcar a história de pessoas que participaram dela. Assim como diz o ditado, “Uma imagem vale mais que mil palavras”. No caso que vamos apresentar isso é realmente verdade.

Estas imagens foram registradas momentos antes de momentos trágicos. Confira e conheça um pouco mais sobre as tragédias por trás dessas imagens.

Atentado de Omagh

1

O Reino Unido sofreu um dos piores ataques terroristas dos últimos 30 anos. O conflito étnico na Irlanda do Norte levou a explosão de um carro-bomba em Omagh, na província de Ulster, que deixou 29 mortos e 220 feridos. O atentado foi reivindicado pelo grupo radical “IRA autêntico”, uma pequena dissidência do grupo IRA, oposto ao processo de paz no país.

A câmera que continha esta imagem foi encontrada enterrada sob os escombros dos prédios. A fotografia mostrava uma pacata rua momentos antes do impacto das bombas que estavam nos carros logo atrás.

A tragédia rio Beas

4

Essa foto de um passeio escolar se transformou em uma tragédia no estado de Himachal Pradesh, na Índia. Um grupo de 26 crianças e adolescentes foi arrastado por uma repentina cheia do rio Beas.

Os estudantes estavam brincando próximo às margens do rio, quando uma onda os arrastou. Essa foi uma imagem recuperada de uma câmera encontrada à beira do rio onde ocorreu a tragédia.

Equipes de socorro retomaram nesta segunda-feira as operações de busca. Somente cinco corpos foram encontrados. Os 26 jovens faziam parte de um grupo de 60 alunos de um instituto técnico de Hyderabad que estavam em Himachal Pradesh para um período de férias.

O sequestro e morte de Regina Kay Walters

2

A foto acima é de Regina Kay Walters, um jovem de 14 anos que foi assassinada por Robert Ben Rhoades. A foto foi tirada em um celeiro abandonado em Illinois, EUA, onde Rhoades matou Walters depois de cortar seus cabelos e fazê-la usar um vestido preto e sapatos de salto alto.

O suicídio do republicano Robert Budd Dwyer

5
Budd Dwyer era um político republicano que, após seu mandato de senador, foi transferido para o Tesouro Nacional. Ao final de 1986, Dwyer fora acusado pela promotoria pública de ter recebido mais de 300 mil dólares de propina. Sua defesa tentou um acordo em que o político passaria no máximo 5 anos na cadeia em troca de sua confissão e retratação pública; além da cooperação com investigações referentes aos negócios ilícitos que lhe renderam a quantia ilegal.

Budd recusou o acordo e permaneceu brigando por sua inocência e, nesse caso, se fosse condenado, a pena máxima poderia alcançar 55 anos de prisão e a devolução integral do dinheiro. Foi quando em janeiro de 1987, na véspera da sentença de condenação de Dwyer, o republicano convocou uma coletiva de imprensa para falar sobre o caso. A opinião pública acreditava que finalmente o político confessaria seu crime e aceitaria o acordo em troca de cooperar.

Entretanto, durante a conferência, Budd se mostrou muito nervoso, agitado e começou a alegar inocência mais uma vez. Disse ainda que não seria afastado da tesouraria do Estado e no momento em que Dwyer parou de ler seu discurso, ele chamou 3 de seus assessores e entregou um envelope a cada um deles.

Feito isso, Budd pegou outro envelope e retirou um revólver Magnum 357, alertando “Por favor, deixem o recinto caso isto os ofendam”. Apesar do pedido dos presentes para que ele abaixasse a arma, sem dar ouvidos, o político colocou o cano da arma na boca e puxou o gatilho sem exitar diante de diversas emissoras que transmitiam ao vivo a coletiva que ocorria ao meio dia.

Reynaldo Dagsa

3

Em 2011 o político filipino Reynaldo Dagsa estava tirando uma fotografia junto com sua família. Entretanto, a câmera captou também um homem que, naquele instante, lhe apontou uma arma e o matou. Parece um filme de Hitchcok, mas é a realidade.

7 segredos sobre os cartões de crédito que os bancos não contam

Matéria anterior

5 usos bizarros para batatas que ninguém conhece

Próxima matéria

Mais em Curiosidades

Você pode gostar

Comentários

Comentários não permitidos.