Não é de hoje que os fenômenos que acontecem literalmente acima de nós, no espaço, nos assustam de uma maneira particular. Isso, claro, acontece porque a maioria não tem o mínimo conhecimento sobre a área e, como é de se esperar, a falta do saber acaba mistificando o assunto.

Para completar a situação, caiu na rede, recentemente, uma história de que a Terra seria complemente envolvida por uma escuridão profunda no mês de dezembro, que se estenderia entre os dias 16 e 22 do próximo mês. A notícia, segundo contam, foi divulgada pela própria NASA (só que não), que teria identificado uma intensa tempestade solar - a maior dos últimos 250 anos - que duraria em torno de 216 horas.

Além disso, nesse período, nosso planeta passaria por uma espécie de "realinhamento". Ou seja, nós enfrentaríamos poeiras e detritos espaciais, que bloqueariam 90% da luz solar e, como se não bastasse, ainda passaríamos por três dimensões diferentes, responsáveis por operar em nosso mundo inúmeras mudanças (que ninguém nunca explicou de que natureza seriam).

Publicidade
continue a leitura

1

Parece até história de ficção científica, não é mesmo? Pois é, quem também achou isso não está errado. Isso porque todo esse papo não passa de historinha para "boi dormir" e já foi confirmado que ninguém da NASA nunca disse nada disso. (Clique para ver também: 7 invenções sinistras que a NASA está preparando para nosso futuro).

Aliás, tudo parece apocalíptico demais para ser verdade. Ao que tudo indica, essa é mais uma polêmica "profecia", como a história do calendário Maia, que virou febre no mundo inteiro em 2012 e que previa o fim do mundo.

Publicidade
continue a leitura

Bom, então mistério resolvido: é tudo mentira mesmo, pode voltar a dormir em paz.

Vídeo da Fatos sobre o tema

Publicidade
continue a leitura

Atualizada em: 15 de dezembro de 2016

Publicado em: 15/12/16 20h50