Vídeo mostra a prova definitiva de que o homem foi mesmo à lua

POR Thamyris Fernandes    EM Ciência e Tecnologia      21/11/14 às 20h45

Embora a NASA e outras agências do mesmo ramo espalhadas pelo mundo contabilizem que o homem pisou seis vezes na lua, há muitos anos existem um número sem fim de teorias que afirmam que essa não passa de mais uma farsa forjada pelos Estados Unidos. O pior de tudo é que, para provar que a exploração lunar nunca existiu, as pessoas costumam usar os mais fajutos argumentos, interpretando imagens e relatos da expedição de forma errada  e até mesmo usando conceitos da física de forma totalmente controversa.

Claro que para uma pessoa comum esse assunto não é "de tirar o sono", como dizem por aí, mas deixa sempre aquela dúvida, misturada com desconfiança, especialmente quando se deparam com as clássicas imagens da viagem à Lua, feita por astronautas americanos. Mas, para os cientistas americanos, que convivem com o assunto praticamente todos os dias, a questão parece incomodar mais que qualquer um de nós pode imaginar, tanto que Amy Shira Teitel, estudiosa da história da corrida especial, fez um artigo e um vídeo defendendo a veracidade da expedição.

[caption id="attachment_22179" align="alignnone" ]1 Amy Shira Teitel[/caption]

De acordo com ela, a prova definitiva de que o homem realmente esteve na lua está em um vídeo que mostra o Rover Lunar, um quadriciclo especial usado pelos exploradores; andando sobre uma superfície arenosa. Segundo ela, a forma como a poeira sai das rodas desse veículo é uma prova incontestável de que os astronautas estavam na lua. Isso porque a poeira cai de uma maneira que só aconteceria no vácuo, um lugar completamente sem oxigênio, que seriam praticamente impossível de ser reproduzido na Terra... a não ser, é claro, que a NASA tenha criado um estúdio enorme e tirado todo ar presente no ambiente.

Veja as imagens:
https://www.youtube.com/watch?v=ZdfSoWb6W54#t=94




Somado à essa prova indiscutível (sobre a forma como a poeira se movimenta no lugar), Amy explica que há uma série de outros fatores que reforçam a veracidade das explorações lunares. O mais forte, aliás, é que a própria Rússia - naquela época, União Soviética - monitorou o evento e aceitou a vitória americana na corrida espacial... coisa que não aconteceria de graça, em meio a Guerra Fria, não é mesmo? Na época, aliás, a NASA também não possuía a tecnologia necessária para fazer vídeos em câmera lenta para serem exibidos ao vivo, como aconteceu com o da expedição á lua. (Clique para ler também: Coisas deixadas por astronautas na Lua).

E então, o que você acha sobre esse assunto?

Thamyris Fernandes
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+