Você já ouviu falar da gigantesca Aranha Golias?

POR Pietro Bottura    EM Mundo Animal      20/10/14 às 19h16

Aranhas são assustadoras. Ágeis, inteligentes, venenosas e até mortais, esses pequenos aracnídeos sabem como despertar o terror na gente, já que, diferentemente de baratas e até escorpiões, consegue desviar das nossas vassouradas e chineladas como se estivessem brincando. Mas, quando picam, não é pra brincadeira: para a maioria das espécies venenosas, como a temida armadeira ou aranha de jardim, que habitam casas da cidade e do campo.

Agora imagine encontrar com uma belezinha dessas com 30 centímetros, mais ou menos o tamanho de uma régua escolar dessas que você tinha quando criança, ou o tamanho de um cachorro filhote ou de porte pequeno. Imagine ela bem cabeluda, com presas gigantes, fazendo chiados e barulhos agudos, incrivelmente irritada enquanto você, sozinho na selva, aponta uma câmera diretamente para ela, longe de qualquer tipo de ajuda médica e sem nenhum tipo de defesa caso ela pule em você.

theraphosa5

Gostou do cenário? Foi isso que o entomologista Piotr Naskrecki viu numa floresta da Guiana enquanto procurava por gafanhotos, que na época eram parte de suas pesquisas. Entretanto, como sua procura era noturna e Piotr entende a natureza à maneira de um botânico, sabia que era indicado andar sem fazer barulho, vagarosamente. Inclusive, desligava a lanterna de cabeça com a qual estava equipado de quando em quando, para ouvir os sons da floresta ao seu redor. Foi numa dessas que ouviu o barulho de algo se aproximando:

"Eu podia ouvir seu chiado claramente e as suas patas duras caminhando sobre o chão, e as folhas secas quebrando sobre peso. Em minha visão periférica, achei se tratar de um roedor peludo, o que já não era uma visão agradável, mas quando liguei o interruptor e apontei a luz para a fonte do som, esperando ver um pequeno mamífero, um gambá, um rato talvez. E num primeiro momento até foi isso que eu pensei que era: um grande animal peludo, do tamanho de um roedor"

17161448902692

É...Mas não era um roedor, e sim uma lendária Aranha Golias (Theraphosa blondi), que é igualmente rara e perigosa, sendo incrivelmente grande para um artrópode terrestre. Têm garras duras, que fazem barulho quando andam, diferentemente da maioria das outras espécies. São apelidadas de "Comedoras de Aves", apesar de raramente conseguirem fazer isso, por não serem rápidas o bastante para isso e nem terem hábitos diurnos.

Como você percebeu, as Aranhas Golias estão muito mais certas que você vai sentir medo delas do que o contrário, e, quando Piotr insistiu em incomodar o espécime que viu na floresta, percebeu que ela começou a esfregar as patas traseiras no abdômen, o que ele achou "bonitnho". Logo em seguida, pelos urticantes foram lançados em seus olhos, num ataque semelhante à outra aranha cabeluda, a Tarântula, fez com que seus olhos ficassem irritados, coçando e lacrimejando por vários dias.

17161555732694

Quando, após isso, a aranha abriu as gigantes presas, começou a produzir um assovio alto, que mais tarde o entomologista descobriu ser feito por ganchos microscópicos que raspam uns nos outros.  Pra se manter inteiro, Piotr deu o fora do lugar, pra nunca mais encontrar com uma dessas. Mas "nunca mais" não existe, e alguns anos depois disso, ele encontrou outra dessas numa floresta do Suriname. E não, dessa vez ele não mexeu com ela. Pelo menos, em ambos os casos esses registros fotográficos foram feitos!

 

E se você acha que isso é o pior que poderia acontecer com aranhas, dê uma olhada nessas coisas que acontecem na Austrália e no Brasil.

 

 

Pietro Bottura
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+