10 animais que são monogâmicos e você não sabia

POR A redação    EM Natureza      18/06/15 às 07h21

Muitos animais tem comportamentos bastante similares com os nossos. A monogamia é um deles. Essa forma de relacionamento acontece quando um indivíduo tem apenas um parceiro durante a sua vida ou durante períodos. Em animais, o correto seria dizer que é quando se tem apenas um companheiro sexual por vez.

Os biólogos, antropólogos biológicos, comportamentais e ecologistas costumam usar o termo monogamia no sentido sexual. Existem três aspectos principais que se combinam para promover um sistema de acasalamento monogâmico: cuidados parentais, o acesso a recursos e a escolha de um companheiro.

Os argumentos biológicos mais utilizados afirmam que a evolução da monogamia pode ser um reflexo deste aumento da necessidade de cuidar da prole. A monogamia deve evoluir em áreas de tensão ecológica, porque o sucesso reprodutivo masculino deve ser maior se os seus recursos estão focados em garantir a sobrevivência da prole ao invés de procurar outros companheiros.

O Ultra Curioso separou a seguir, 10 animais que se relacionam de forma monogâmica. Confira:

Albatroz-das-galápagos

1

A espécie se encontra em risco de extinção. O macho faz um elaborado ritual para conquistar sua parceira de vida. Ele roda o seu bica em torno do da fêmea e até faz uma espécie de dança com o pescoço.

Dik-dik

2

É um antílope africano pequenino: ele tem em média 60 cm de comprimento e 35 cm de altura. Quando se torna adulto, o macho expulsa o Dik-dik e não o deixa se aproximar da mãe. O seu nome deriva do som que emitem quando estão assustados.

Escinco-de-cauda-truncada

3

Pode ser encontrada nas áreas desérticas da Austrália. Ele é conhecido por acumular gordura em seu rabo e ser um dos poucos répteis monogâmicos.

Lobos-cinzentos

4

Os lobos-cinzentos são tipicamente predadores nos ecossistemas que ocupam. Quando a fêmea reprodutora entra no cio (que ocorre uma vez por ano e dura de 5 a 14 dias), ela e seu companheiro passam um longo tempo em reclusão.

Araras

5

Como a maioria das aves, são espécies monogâmicas, permanecendo com um único parceiro até a morte. Quando se reproduzem, geram, em geral, apenas um único filhote por vez. O mesmo permanece com os pais durante muito tempo: por isso, são vistos na maioria das vezes em duplas ou trios.

Paca

6

A paca é um animal que está sempre em alerta. Nas matas se locomovem apenas através de caminhos que elas mesmo fazem. Na natureza a paca tem somente uma gestação por ano, podendo em casos raros, nascer gêmeos. Essa única gestação ocorre por dois fatores identificados.

O primeiro é um "espinho" peniano que o macho possui, o que faz com que a fêmea não tenha interesse em cruzar, por machuca-la. O segundo fator é que o cio da paca ocorre 5 dias após o nascimento do filhote, sendo assim, a paca fêmea por estar amamentando, não deixa que o macho se aproxime.

Gibão-de-mãos-brancas

7

Um dos poucos primatas monogâmicos. A mãe cuida dos filhotes até os 8 anos de idade com ajuda do pai e irmãos.

Cupim

8

Essas pequenas pragas podem formar um casal real que fica responsável por povoar a colônia.

Aves de rapina

9

São aves carnívoras que compartilham características semelhantes, como bicos recurvados e pontiagudos, garras fortes e visão de longo alcance. Além disso, algumas delas apresentam tendência à monogamia.

Enguia-lobo

10

Apesar de não ser comum no ambiente aquático, existem alguns animais como a enguia-lobo que possuem comportamento monogâmico.

A redação
EQUIPE FATOS DESCONHECIDOS, BRASIL

Viu algum erro ou gostaria de adicionar alguma sugestão a essa matéria? Colabore, Clique aqui.
Curta Fatos Desconhecidos no Facebook
Confira nosso canal no Youtube
Siga-nos no
Instagram
Siga Fatos Desconhecidos no Google+